Em dezembro do ano passado, tivemos a oportunidade de testar o Razer Nostromo, uma espécie de teclado para games que fugia às regras das outras opções do tipo disponíveis no mercado. Aparentemente, não só o acessório fez grande sucesso entre os consumidores, como inspirou a empresa a aprimorar seu design e funcionalidades.

O resultado desse trabalho é o Razer Orbweaver, aparelho que foi modificado em todos os seus aspectos para dar aos jogadores hardcore ainda mais controle sobre seus games. Tivemos a oportunidade de passar alguns dias com o aparelho e, neste artigo, trazemos a você uma análise completa desse curioso produto.

Aprovado

Ainda mais confortável

Embora o Nostromo se trate de um produto confortável, ele parece um mero protótipo quando comparado ao Orbweaver. Ao contrário de sua versão anterior, o acessório apresenta um descanso de mão dividido em duas peças que se mostra bastante confortável mesmo após longas sessões de jogatina.

Ao diminuir um pouco a altura dessa parte do dispositivo, o acesso às teclas se tornou mais fácil, dispensando a postura de “garra” comum em seu antecessor. Outras mudanças também ocorreram na lateral do periférico, que agora pode ser deslocada para facilitar o acesso às funções oferecidas.

(Fonte da imagem: Divulgação/Razer)

O Orbweaver agora conta com uma nova fileira de teclas, totalizando 20 botões totalmente mecânicos à disposição do usuário. O uso dessa tecnologia, combinado com o sistema “anti-ghosting” do aparelho (que registra todas as teclas apertadas, mesmo quando há alguma sendo segurada pelo usuário), faz com que o produto responda rapidamente em qualquer situação.

Isso se mostra especialmente útil em MMOs, nos quais um número limitado de botões pode prejudicar a experiência, também se provando uma solução confortável para gêneros como RTS, FPS e ação. Porém, vale notar que o dispositivo não é essencial para todos os gêneros, fazendo pouca diferença em jogos que não possuem uma grande gama de controles.

Perfis configuráveis

Um dos principais atrativos do Orbweaver também marca presença em outros produtos fabricados pela Razer: o software Synapse 2.0. Através dele, você tem uma interface simplificada através da qual é possível alterar as funcionalidades de todos os botões do acessório de forma bastante fácil.

(Fonte da imagem: Divulgação/Razer)

Basta selecionar a tecla cuja função você deseja alterar e, em seguida, escolher como isso deve ocorrer. É possível acionar desde atalhos (como Ctrl + Z), por exemplo, até funções próprias ao teclado ou ao mouse — caso o resultado não se mostre agradável, basta voltar às configurações originais do aparelho.

Também é possível configurar um número virtualmente infinito de funções Macro, algo que se mostra especialmente útil para MMOs e jogos de estratégia em tempo real. Em geral, quanto mais complicado o game, maiores são os benefícios apresentados pelo aparelho em matéria de acessibilidade — contanto, claro, que você se dê ao trabalho de configurá-lo corretamente.

Não é somente para games

Embora seja vendido como um acessório para jogos hardcore, o Orbweaver está longe de ser uma ferramenta útil somente para games. Usado em combinação com um teclado convencional, o dispositivo pode ser usado como uma forma rápida de acessar qualquer atalho do computador.

(Fonte da imagem: Divulgação/Razer)

Assim, o produto também se mostra interessante para quem trabalha com programas como o Photoshop, no qual o domínio de certas combinações de teclas é essencial para agilizar processos — o mesmo pode ser dito para outras áreas nas quais a automatização de tarefas se mostra interessante. Como o dispositivo ocupa um espaço relativamente pequeno, é possível deixá-lo em uma mesa de trabalho convencional sem que ele resulte em incômodos.

Reprovado

Processo de adaptação relativamente demorado

Embora não seja difícil entender a ideia que levou ao desenvolvimento do Razer Orbweaver, se acostumar ao produto não é exatamente fácil. O processo de transição de um teclado completo para o aparelho se mostra especialmente complicado para quem já está acostumado ao posicionamento natural de teclas que são transportadas a outras áreas no acessório devido às suas dimensões limitadas.

(Fonte da imagem: Divulgação/Razer)

Além disso, a exigência de ter que configurar manualmente perfis para cada jogo ou aplicativo aberto se mostra cansativa em um momento inicial. Isso se torna especialmente complicado para quem gosta de diversos gêneros, já que nem sempre é possível manter a mesma base na hora de criar perfis para cada game instalado no PC.

Outro aspecto que dificulta um pouco o processo de se acostumar ao Orbweaver é o fato de nenhuma de suas teclas possuir uma diferenciação tátil sensível. Assim, não se espante caso você acione uma ação que não queria simplesmente porque não notou que o posicionamento de sua mão não era o correto — algo que felizmente tende a diminuir com um pouco de prática.

Para o bolso de poucos

Vendido pelo preço sugerido de R$ 499 (US$ 129, no exterior), o Orbweaver definitivamente não é para o bolso de todos. Não só o dispositivo não possui atrativos voltados para o público em geral, como pelo mesmo valor é possível investir em produtos mais completos, como alguns dos teclados fabricados pela própria Razer.

Direcional ainda longe do ideal

Uma das principais críticas feitas ao Nostromo continua a dar as caras em seu sucessor. Embora o direcional do aparelho tenha sido modificado, ele continua a contar com características digitais — um banho de água fria para quem gosta de jogos de ação, nos quais uma alavanca analógica é praticamente obrigatória para o controle confortável dos personagens.

(Fonte da imagem: Divulgação/Razer)

Mesmo sendo mais confortável de usar do que sua versão anterior, o direcional do aparelho continua parecendo uma adição estranha, ainda mais quando se leva em consideração o padrão “WASD” seguido pelo PC. A não ser que a Razer realmente adote uma alavanca analógica em versões futuras do produto, essa será uma parte que continuará sendo subutilizada pelos jogadores.

Vale a pena?

Assim como acontece com o Nostromo, o Orbweaver só vale a pena para jogadores que realmente querem investir em maneiras de aprimorar sua experiência com jogos. Apesar de apresentar várias qualidades, o produto está longe se provar um substituto para os teclados convencionais, já que seu uso não se adapta a todos os estilos de jogo.

Entre os acessórios fabricados pela Razer, esse é aquele que mais se mostra “opcional” devido às suas características únicas. Embora seja realmente confortável, o periférico exige investimentos de dinheiro (R$ 499) e tempo (para ajustar suas configurações) que não devem se mostrar atrativos para um número grande de pessoas.

Em resumo, o Obweaver é uma ótima evolução do Nostromo que, embora tenha potencial, não deve conseguir popularizar o segmento de miniteclados especializados em games. Vale a pena testá-lo, mas não se surpreenda se você não desejar trocar seu teclado convencional pelo acessório após fazer isso.

Cupons de desconto TecMundo: