Quem é que nunca perdeu uma ligação importante por não ter ouvido o celular tocando? Infelizmente não é sempre que conseguimos perceber que há alguma ligação – mesmo quando o aparelho está vibrando. E isso também vale para emails, mensagens e outras notificações enviadas pelo aparelho e que são completamente ignoradas por nós.

Mas para quem possui um smartphone Android, isso não precisa mais ser um problema. Graças a dispositivos como o Sony SmartWatch, é possível receber as atualizações do aparelho diretamente no pulso. Pois é, o SmartWatch é muito mais que um relógio com uma tela sensível ao toque. Mas será que vale a pena pagar 290 reais por ele? Vamos descobrir.

Aprovado

Conceito

A ideia do aparelho é muito boa. Evitar que seja necessário ficar com o smartphone em mãos durante o tempo todo e ainda permitir o controle direto de várias funções dele faz com que o SmartWatch ganhe muitos pontos. O fato de ele poder ser utilizado como um relógio de pulso ou preso à roupa o torna mais versátil, o que também é excelente para os consumidores.

(Fonte da imagem: Divulgação/Sony Mobile)

Funções

Com o SmartWatch você pode ter acesso direto a várias opções do seu celular. Verificar as últimas ligações, mensagens, notificações de redes sociais e também encontrar o smartphone quando ele estiver perdido. Sim, basta apertar um botão e esperar que o seu aparelho comece a tocar para que seja mais fácil localizá-lo.

Mas o principal é mesmo o sistema de vibração para notificar a chegada de novas chamadas. Assim que o aparelho começa a tocar, ele envia sinais pela conexão Bluetooth até o SmartWatch. Com isso, o relógio também vibra e mostra quem está ligando, permitindo que a ligação seja recusada. Ele não possui microfone, por isso é preciso utilizar o celular para a conversação.

Loja de aplicativos própria

Os consumidores que comprarem o SmartWatch podem contar com vários aplicativos, além dos que já estão disponíveis por padrão. Isso inclui uma razoável gama de opções, como visualizadores de imagem da câmera e notificadores para emails, Twitter e Facebook. Vale dizer que os apps ficam instalados no smartphone, sendo que o “relógio” funciona apenas como controlador das funções.

(Fonte da imagem: Divulgação/Sony Mobile)

Reprovado

Design e ergonomia

Apesar de ficar muito confortável no pulso, utilizar o SmartWatch nem sempre é uma experiência muito ergonômica. Para visualizar as horas, é necessário pressionar um botão que fica na lateral dele – e que não é muito destacado. Isso vale, principalmente, para quem utiliza o relógio na mão esquerda – pois de outro modo a utilização é um pouco mais confortável.

Tela

Outro ponto negativo na experiência de utilização do relógio é a tela. Por ser muito pequena, é um pouco complicado utilizar os comandos necessários. Quem possui os dedos um pouco maiores pode encontrar bastante dificuldade em clicar sobre os widgets e também em fazer a pinça necessária para fechar os aplicativos.

(Fonte da imagem: Divulgação/Sony Mobile)

Bluetooth

Para que as comunicações entre relógio e celular possam ser feitas, é necessário que o Bluetooth do smartphone esteja ligado. De outro modo, nenhuma função pode ser acessada. Por essa razão, o consumo de bateria cresce bastante – o que pode ser um problema para quem passa muito tempo longe dos carregadores.

Vale a pena?

Comprar um SmartWatch consiste em um investimento de quase 300 reais cobrado pela loja da Sony nos Estados Unidos (mais impostos e frete). Ao mesmo, no Mercado Livre é possível encontrar o aparelho por até 790 reais. Isso é bastante salgado, ainda mais quando pensamos quais são as reais funções do gadget.

Pelo preço de um celular mediano, você está levando para casa um relógio de pulso que vibra para avisar que o seu celular está tocando. Por essa razão, a menos que você perca muitas ligações importantes por não ouvir o telefone, é melhor guardar o dinheiro para outros fins.

Cupons de desconto TecMundo: