Depois de tantas notícias e muito tempo em desenvolvimento, a AMD finalmente lança a tecnologia que vem para bater de frente com o G-SYNC da NVIDIA.

O lançamento aconteceu ontem, quando a AMD liberou detalhes sobre as principais vantagens que o FreeSync traz ao consumidor e como isso pode melhorar a jogatina.

Para você que nunca ouviu falar em FreeSync, essencialmente, essa tecnologia consegue colocar a placa de vídeo para conversar com o monitor. Com tal funcionalidade, a placa de vídeo adapta a taxa do monitor de acordo com a saída de vídeo, garantindo que não haja screen tearing independente do desempenho da máquina.

Conforme a AMD divulgou, a principal vantagem de sua tecnologia é a ampla capacidade de trabalhar com as mais variadas taxas de atualização nos monitores, indo desde os 9 Hz até incríveis 240 Hz. Para você ter uma ideia, o G-SYNC, da NVIDIA, só trabalha entre 30 e 144 Hz.

Basicamente, isso significa que a placa de vídeo sincroniza até mesmo os mais baixos frames com o monitor, evitando quaisquer problemas visuais. É importante salientar que os resultados são mais promissores quando o computador envia um sinal que fica entre a taxa mínima e máxima de atualização do monitor.

Placas compatíveis

Como se trata de uma novidade, a AMD limitou o uso do FreeSync a alguns componentes de hardware específicos. Por enquanto, somente seis placas de vídeo para desktop são compatíveis, mas qualquer placa com arquitetura GCN 1.1 ou superior deve suportar a novidade — a R9 280 e a R9 270 ficaram de fora.

  • AMD Radeon R9 295X2
  • AMD Radeon R9 290X
  • AMD Radeon R9 290
  • AMD Radeon R9 285
  • AMD Radeon R7 260X
  • AMD Radeon R7 260

Futuras arquiteturas devem ter compatibilidade automaticamente.

APUs compatíveis

  • AMD A10-7850K
  • AMD A10-7800
  • AMD A10-7700K
  • AMD A8-7650K
  • AMD A8-7600
  • AMD A6-7400K

AMD FreeSync vs NVIDIA G-SYNC

Acima, você pode conferir as principais diferenças entre uma tecnologia e outra. O FreeSync leva vantagem em vários pontos. Ele não requisita um módulo proprietário (que encarece o valor do monitor), trabalha com padrões abertos, não exige cobranças de licença, é compatível com outras tecnologias dos displays, tem uma gama maior na adaptação da taxa de atualização e não apresenta penalidades no desempenho.

Monitores compatíveis

Por se tratar de uma tecnologia mais “aberta”, o FreeSync despertou o interesse de vários fabricantes de monitores. Durante a CES 2015, onze modelos foram apresentados com tal capacidade (incluindo produtos da Acer, LG, BenQ e Samsung).

No lançamento do FreeSync, a AMD prometeu que os produtos abaixo estarão disponíveis para o consumidor:

  • Acer XG270HU – TN 27″ (2560×1440 @ 40-144Hz) - US$ 499
  • BenQ XL2730Z – TN 27″ (2560×1440 @ 40-144Hz) - US$ 599
  • LG 34UM67 – IPS 34″ (2560×1080 @ 48-75Hz) - US$ 649
  • LG 29UM67 – IPS 29″ (2560×1080 @ 48-75Hz) - US$ 449

Abaixo, a lista dos displays que chegarão em breve ao mercado:

Então, o que você achou das novidades da AMD? Empolgado com o FreeSync? Nós estamos ansiosos para testar os primeiros monitores compatíveis.

Cupons de desconto TecMundo: