Se você é um verdadeiro fã de jogos de computador, já deve estar cansado de saber como funciona o G-Sync da NVIDIA. Trata-se de um sistema que tenta unificar a frequência de imagens transmitidas pelos chips de processamento gráfico e a mostrada nos monitores. Com isso, espera-se que os possíveis lags dos games sejam anulados — ou pelo menos reduzidos ao máximo que puderem.

Agora, a AMD está testando uma ferramenta bem parecida com o G-Sync, mas totalmente gratuita — a versão da NVIDIA é licenciada e exige que as fabricantes de monitores paguem alguns direitos para a fabricante de GPUs. O melhor de tudo é que isso não exige nem mesmo a utilização de hardware adicional, apenas os processadores gráficos criados pela própria AMD.

Na CES 2014, a AMD está mostrando como é o funcionamento da tecnologia na prática. E, para mostrar que não são necessárias modificações de hardware, a demonstração é realizada com notebooks Toshiba adquiridos em lojas comuns, não sendo edições especiais produzidas para o evento. A única modificação ocorre nos drivers do padrão VBLANK, pois a GPU precisa controlar os intervalos para garantir melhores resultados no FreeSync.

Ainda é difícil saber quando isso será colocado efetivamente no mercado, mas é difícil que isso ocorra ainda em 2014. O que se sabe é que a AMD não quer transferir o custo do sistema para os consumidores, por isso o nome FreeSync deve ser mantido na versão final. O próximo passo dos desenvolvedores é criar um aplicativo de demonstração para exibir as funcionalidades do FreeSync com mais clareza. Será que vai ser uma boa alternativa ao G-Sync?

Cupons de desconto TecMundo: