Já faz um bom tempo que a AMD anunciou o desenvolvimento de uma nova arquitetura de codinome Zen. A novidade em questão foi projetada cuidadosamente nos últimos quatro anos, sendo elaborada do zero, algo um tanto raro na indústria de microchips.

Após adiar a família de componentes várias vezes, a companhia parece estar perto de lançar os novos modelos que vêm para brigar em múltiplos mercados, uma vez que os módulos “Zen” serão adaptáveis para várias plataformas, desde portáteis, até desktops e servidores.

Mostrando seu comprometimento com os fãs e consumidores interessados na nova série de processadores, a AMD liberou hoje (18/08) uma apresentação mais detalhada da série Zen, focando principalmente nos chips para PCs de mesa, os quais recebem o nome “Summit Ridge”.

Conforme você pode conferir na demonstração do vídeo abaixo, o novo Zen é equiparável a um processador Intel Broadwell-E, que, atualmente, é a linha mais top da concorrente. Em apresentação especial, a AMD colocou os dois processadores com clocks idênticos para rodarem o benchmark do programa Blender, situação em que o Zen leva pequena vantagem.

Novos detalhes sobre o AMD Zen

Apesar de não revelar todas as especificações da família de produtos Zen, a AMD deu alguns novos detalhes sobre o desenvolvimento dos produtos. Segundo o que foi mostrado no evento, os engenheiros da AMD focaram em três áreas chaves ao desenhar essa arquitetura:

  • Performance — Motor x86 com branch prediction completamente novo, caches de micro-operações mais eficientes e uma janela de instruções muito mais abrangente;
  • Taxa de transferência — Para manter esse motor de alto desempenho alimentado com informações e instruções de fora da memória por meio de pre-fetching e uma hierarquia de memória cache completamente nova com 8 MB de L3 cache;
  • Eficiência — Performance e taxa de transferência sem aumentar a energia, ao usar o processo 14nm FinFET e uma gama de técnicas de design que economizam energia na arquitetura.

Além disso, a fabricante revelou o Naples, um produto para servidores baseado na arquitetura Zen. Conforme informação da AMD, este modelo terá 32 núcleos e poderá trabalhar com 64 threads.

O Summit Ridge (compatível com plataforma AM4) surpreende em especificações, com 8 núcleos e 16 threads, tecnologia FinFET de 14 nanômetros, aumento de 40% de IPC (instruções por clock) e arquitetura SMT (Simultaneous Multithreading).

Nas demonstrações, você pode perceber que ele é um componente capaz de rodar sistemas para jogos em 4K, impulsionar a Radeon Pro Duo em workstations e dar todo o suporte necessário para a RX 480 trabalhar com realidade virtual.

Começando no início do ano que vem com processadores para desktops, a AMD irá lançar uma linha de produtos baseados em “Zen” que irá de servidores, redes e soluções de armazenamento em data center, até notebooks e desktops para consumidores.

Cupons de desconto TecMundo: