Depois de toda a polêmica sobre o problema no PCI-Express das placas RX 480, a AMD agora enfrenta outro problemão, agora relacionado à limitação de hardware via software.

Conforme vários relatos que circulam pela web, alguns consumidores perceberam que é possível fazer uma gambiarra em modelos específicos da placa para “conseguir mais memória RAM”.

No anúncio do produto, que aconteceu no mês passado, a AMD revelou que traria ao mercado duas variantes da Radeon RX 480: uma com 4 GB e outra com 8 GB. Agora, alguns jogadores descobriram que é possível fazer uma atualização de firmware na placa de 4 GB e liberar 8 GB para utilização.

Como isso é possível? Para conseguir liberar essa memória adicional, as placas em questão já trazem os módulos instalados na própria placa, ou seja, a parte de hardware já está ali. Basicamente, é como se as fabricantes tivessem encomendado projetos idênticos e resolveram fazer a limitação nos produtos através da BIOS.

Qual a razão para fazer isso? A AMD não se pronunciou oficialmente, mas tudo indica que isso seria apenas uma questão de negócio com as fábricas, sendo que, aparentemente, mandar fabricar um único projeto poderia sair mais barato. Além disso, a limitação em alguns modelos específicos parece ser uma estratégia para ter um produto competitivo com 4 GB, focando em um segmento diferente.

De acordo com o site TechPowerUP, essa é uma característica que alguns especialistas já haviam notado nas placas enviadas para review, sendo que a própria AMD teria liberado um firmware especial para limitar a quantidade de memória, o qual serviria para simular o desempenho da placa de 4GB.

Após algumas postagens, a AMD teria comentado que essa característica seria limitada apenas aos modelos para análises. Todavia, o pessoal da TechPowerUP encomendou uma Radeon RX480 de 4 GB de uma loja online e conseguiu liberar a memória RAM adicional com a simples atualização de firmware. Além de liberar a quantidade adicional de memória, a atualização também libera maior largura de banda (que passa de 224 para 256 GB/s).

Nós entramos em contato com a AMD para um esclarecimento, mas a companhia não pretende liberar um comunicado oficial sobre o assunto, já que se trata de uma modificação de firmware, a qual pode causar danos à placa e sobre a qual a fabricante não se responsabiliza.

Parece que alguns (se não todos) usuários foram premiados com essas placas Radeon RX 480 de 4 GB que podem ganhar ainda mais memória, uma vez que elas custam menos e podem entregar o mesmo desempenho da placa de 8 GB.

Cupons de desconto TecMundo: