Adobe Acrobat XI: mais suporte para a nuvem e telas sensíveis ao toque (Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

Durante evento realizado hoje (02), na cidade de São Paulo, a Adobe apresentou as novidades do Adobe Acrobat XI, a mais nova versão de sua suíte de softwares para visualização, criação, manipulação, impressão e gerenciamento de documentos do tipo PDF. As novidades são muitas e focam, principalmente, nas tecnologias que fazem parte das tendências atuais do mercado, como serviços na nuvem e o acesso por meio de tablets e smartphones.

De acordo com o gerente de contas corporativas da empresa, André Akira Mizokami, as novas funcionalidades visam diminuir a perda de tempo com tarefas banais, como a procura pelo arquivo-fonte de um PDF que precisa ser editado. Com o Acrobat, o próprio PDF pode ser editado, como se você estivesse trabalhando diretamente com o arquivo DOC, XLS ou PPT que deu origem ao documento.

Segundo Mizokami, esse tipo de “contratempo” custa muito para uma empresa. Em estimativa apresentada pelo executivo, uma companhia com mil funcionários chega a gastar US$ 15,9 milhões anualmente com documentos baseados em desafios de produtividade, ou seja, materiais que, para serem criados, exigiram a procura ou recriação de trabalhos prévios. Com esse dinheiro seria possível manter mais 200 funcionários no quadro geral da empresa.

Mais bem integrado com o MS Office

Mas, afinal, o que é que o Adobe Acrobat XI traz de novidade? Para começar, a suíte completou sua integração com o Microsoft Office ao agregar o suporte para arquivos do Power Point. Agora é possível exportar trabalhos também para o formato PPT, além de editar PDFs sem a necessidade de ter em mãos o arquivo DOC, XLS ou PPT que o gerou.

André Mizokami (dir.) e Fernando Gonçalves (esq.) apresentaram o novo produto em São Paulo (Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

Durante o evento, o engenheiro de aplicações da Adobe Brasil, Fernando Gonçalves, demonstrou como seria a edição do PDF de uma apresentação, exportando o resultado final, novamente, para o formato do Power Point. O mais interessante nesse processo é o fato de que objetos como gráficos vetoriais e tabelas mantiveram suas propriedades e puderam ser livremente modificados pela suíte de escritório da Microsoft, como se estivessem sendo criados nela pela primeira vez.

Como se não bastasse, o Acrobat XI também pode abrir documentos armazenados em serviços online como o Office 365 e o SharePoint.

Formulários mais práticos e ágeis

Quem já precisou coletar dados por meio de formulários sabe o quão trabalhoso pode ser o processo. Sendo assim, a Adobe implementou novos recursos que facilitam a tarefa, também com o objetivo de eliminar distrações e aumentar a produtividade.

Com o FormsCentral, você não precisa mais enviar formulários em PDF para seus contatos preenchê-los e devolvê-los para você. Apesar de essa opção ainda existir, agora também é possível hospedar o formulário na nuvem, enviando apenas um link para quem precisar completá-los.

Esse recurso possui algumas vantagens. Para começar, é possível gerar um resumo das respostas obtidas quase instantaneamente, já que os dados informados podem ser recebidos pelo FormsCentral em forma de banco de dados. Além disso, há a integração do formulário com o serviço de pagamento PayPal e a possibilidade de exportar as respostas adquiridas para formatos suportados pelo Excel.

Como se não bastasse, os formulários hospedados pelo serviço possuem uma interface otimizada para tablets e smartphones, já que o acesso à internet por esse tipo de dispositivo tem crescido exponencialmente.

Tablets e nuvem: mobilidades física e virtual

E por falar em tablets, a Adobe tem a consciência de que o mundo pós-PC tem se tornado cada vez mais presente. Prova disso é o fato de que o Acrobat XI foca parte de seus recursos para a compatibilidade com dispositivos móveis.

O Acrobat Reader, por exemplo, agora tem suporte completo para iPads e tablets com Android, possibilitando anotar e adicionar comentários em arquivos PDF, além de gerar assinaturas digitais para que vistos sejam registrados nas páginas do documento. O software também conta com maior integração ao Acrobat.com, serviço na nuvem que oferece recursos extras e armazenamento de arquivos.