Muita gente já a considerava uma “tecnologia morta” e deste ano não passa: os dias estão contados para as TVs 3D. As duas últimas grandes fabricantes, a LG e a Sony, afirmaram que a produção de seus aparelhos com esse recurso termina nesta temporada.

“A capacidade do 3D nunca foi realmente abraçada na indústria para o uso doméstico e esse não é atualmente um fator essencial quando o consumidor escolhe uma TV nova. Pesquisas indicaram que essa não é a prioridade do comprador e o mercado informal mostrou que seu uso é baixo”, comenta o Diretor de Desenvolvimento de Produtos da LG, Tim Alessi, ao CNet.

Os números explicam bem o que acontece: segundo o NPD Group, expert em tecnologia, as vendas das TVs 3D e equipamentos relacionados só caíram desde 2012 e representaram apenas 8% do total comercializado em 2016. Entre os Blu-ray com 3D nativo, a presença foi de só 11% no ano passado.

Público está atualmente mais interessado nas TV com 4K, dizem fabricantes

“Os consumidores têm outras motivações, como as tecnologias 4K/UHD, HDR e até mesmo o fato das TVs serem inteligentes se tornaram chave, juntamente com o tamanho da tela”, destaca o Diretor Executivo do NPD Group, Ben Arnold.

Da esperança ao fracasso

Quando “Avatar”, de James Cameron, encantou o mundo com sua narrativa tridimensional em telas IMAX em 2009, o mercado se agitou com a possibilidade de trazer uma experiência como essa para o entretenimento doméstico. No ano seguinte, as lojas receberam centenas de aparelhos com recursos 3D, incluindo diferentes tipos de óculos.

Porém, faltaram títulos e até mesmo um melhor desenvolvimento dessa tecnologia. Em 2012, tanto a DirecTV quanto a ESPN deixaram de exibir programação voltada para esse público. No ano passado, a Samsung cancelou o suporte ao 3D, assim como outros pequenos grupos, a exemplo da Sharp, a TCL e a Hisense.

"Avatar" encheu os olhos da audiência e as empresas de esperança: todos esperavam reproduzir o mesmo visual no entretenimento doméstico

Muitos acreditam que em algum ponto do futuro pode ser que haja um novo olhar sobre as experiências 3D, porém a chegada das realidades virtual e aumentada já está aí para ofuscar essa possibilidade. E você acredita que ainda há espaço para isso? Deixe sua opinião nos comentários!

Cupons de desconto TecMundo: