Funcionários da Foxconn desistem de suicídio

Chineses decidiram voltar ao trabalho mesmo sem receber aumentos salariais.
  • Visualizações8.194 visualizações
Por Wikerson Landim em 13 de Janeiro de 2012

Funcionários da Foxconn desistem de suicídio (Fonte da imagem: Wikimedia Commons)

Na tarde de ontem (12), o Tecmundo noticiou que funcionários da montagem do Xbox 360 estavam ameaçando um suicídio coletivo na China caso não tivessem os seus salários aumentados. Nesta quarta-feira (13), a Microsoft informou que os funcionários já voltaram ao trabalho e que a situação de salários baixos não era bem a descrita pelos trabalhadores.

Segundo a companhia, o motivo da ameaça de suicídio era evitar um possível remanejamento de pessoal. Depois do protesto, a maioria das pessoas decidiu voltar ao trabalho e os remanescentes, embora tenham resistido um pouco mais, também acabaram cedendo.

A Microsoft informou ainda que o número de protestantes é menor do que o que foi noticiado, ou seja menos de 300 pessoas teriam feito a ameaça. A empresa prometeu abrir uma investigação para tentar esclarecer o caso.

Não é a primeira vez que protestos como esse acontecem com trabalhadores da Foxconn. A empresa, que abriga fábricas da Sony, da Nintendo e da Apple, conta com seguidos casos de suicídio de trabalhadores insatisfeitos com as condições de trabalho oferecidas. Entretanto, ao menos dessa vez, o motivo parece ter sido apenas o de chamar atenção.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!