Quem costuma ficar horas e mais horas do dia batendo papo nas redes sociais ou em comunicadores instantâneos, já deve ter parado para pensar, em algum momento, que todo esse tempo gasto conversando poderia ser convertido em uma atividade remunerada, não é? Se aproveitando desse filão, a YouWowMe resolveu aproveitar o dinamismo das plataformas sociais e criou uma espécie de WhatsApp que promete pagar o usuário pelo uso: o WowApp.

Misturando recursos e funções encontradas nos principais programas de trocas de mensagens, o sistema parece se basear no recente e polêmico Tsu, rede semelhante ao Facebook e que tinha como meta converter até 90% de sua receita em ganhos para os próprios autores da comunidade. No caso do WowApp, a ideia é que a desenvolvedora da solução web compartilhe cerca de 70% de seu lucro com os internautas, bastando que eles utilizem constantemente o app e, claro, indiquem novos usuários dispostos a participar da brincadeira.

O mensageiro permite a criação de chats particulares ou em grupo, chamadas em áudio e vídeo e até mesmo ligações para telefones fixos, celulares e número internacionais – como acontece no Skype. Em tese, as pessoas não precisam gastar um único centavo do bolso com essas funcionalidades, mas isso não significa que todas elas são gratuitas. Introduzindo uma moeda virtual chamada Wowcoins, o WowApp permite que o público ganhe e gaste esse dinheiro dentro da própria plataforma.

Além de poder utilizar a grana para ligações, você tem a opção de sacar o seu saldo periodicamente – pago em dólares – ou fazer uma boa ação e doar a bolada para mais de 2 mil instituições de caridade sediadas em 110 países. Apesar de não haver uma cotação oficial do valor desse dinheiro digital, estima-se que cada 100 Wowcoins sejam convertidos em US$ 1 – que atualmente vale por volta de R$ 4 aqui no Brasil. Teoricamente, os anúncios exibidos no programa cobrem toda essa dinheirama distribuída à comunidade. Mas será só isso?

Não é tão fácil assim

De acordo com diversos relatos de usuários brasileiros em vídeos no YouTube, a brincadeira passa a render cada vez mais conforme sua lista de contatos cresce. Como o WowApp funciona através de convites, que podem ser conseguidos com amigos ou através da página oficial do software, isso significa que os pioneiros da rede têm muito mais chances de lucrar do que quem deixar para depois na hora de participar desse tipo de plataforma, já que a galera convidada por seus “pupilos” também é contabilizada para o seu desempenho no sistema.

Ao assistir ao vídeo de um internauta logo abaixo, quem já é um pouco mais velho vai perceber de cara que tudo é muito semelhante a esquemas conhecidos como “pirâmide” ou – se você preferir – marketing multinível. Com promessas de lucros de mais de US$ 900 diários (R$ 3,6 mil), não é difícil que muita gente se sinta bastante tentada a convidar todos os parentes, amigos, colegas e até alguns desconhecidos para a empreitada. Nada mais justo, afinal, para obter o dinheiro acima é preciso ter uma rede de contatos com 390.625 pessoas. Muito fácil, não é?

Felizmente, mesmo se você não ligar para pedir as contas no emprego e ficar rico apenas trocando mensagens o dia todo – ou só quiser fazer o suficiente para realizar ligações internacionais –, o programa é bem robusto e parece ser realmente prático para o bom e velho bate-papo. Isso porque o WowApp conta com praticamente todas as vantagens do WhatsApp e do Skype e, de quebra, ainda possui uma boa quantidade de stickers ao melhor estilo do Facebook Messenger e Telegram.

Como sempre, o grande empecilho é convencer todo mundo a instalar o app e usá-lo no lugar das soluções mais tradicionais e populares – ou aguardar para que o WhatsApp seja bloqueado pela Justiça novamente. Seja qual for seu plano com o WowApp, saiba que é possível utilizá-lo em praticamente qualquer dispositivo, já que o aplicativo conta com versões para Android, iOS, Windows e Mac OS X.

Cuidado!

Caso esteja interessado no mensageiro – ou queira pelo menos dar uma espiada na brincadeira –, vale o aviso de que não é recomendado deixar o seu número de telefone na seção de comentários, sendo preferível conseguir o convite pelos canais sugeridos anteriormente: através de conhecidos ou no próprio site do aplicativo. Afinal, nunca se sabe quem pode colocar as mãos nos seus dados na internet, certo?

Será mesmo que é possível ganhar dinheiro trocando mensagens na internet? Comente no Fórum do TecMundo!