James Potten comprou um Kindle pela internet e aguardou ansiosamente o pacote, assim como qualquer fã de tecnologia. Quando a encomenda chegou via FedEx, entretanto, uma supresa bem desagradável: no lugar do leitor digital da Amazon, o britânico de 37 anos ganhou uma caixa contendo uma amostra de um tumor humano.

O pacote estava totalmente selado e pertencia ao Royal Free Hospital. Originalmente, ele iria para uma das instituições parceiras da entidade. Porém, acabou entregue no endereço errado, apesar de estranhamente conter o nome e o endereço de Potten como destinatário.

Ele obviamente não abriu a caixa depois de ver o aviso sobre o conteúdo e imediatamente avisou o serviço de entregas sobre o mal-entendido. Potten também twittou a imagem da caixa para comprovar a esquisitice e usou a hashtag #notmykindle ("Não é o meu Kindle", em tradução livre).

A história fica ainda mais bizarra: no contato inicial, a FedEx alegou que o pacote estava correto. Depois, ela reconheceu o erro, declarou publicamente o arrependimento pela confusão e disse que "vai considerar mudanças futuras" em seus processos de correspondência.

O final feliz só veio três dias depois: em 12 de janeiro, Potten voltou ao Twitter para avisar que um novo pacote — agora realmente com um Kindle dentro — foi entregue.

Você já recebeu um produto errado ou algo completamente diferente em compras online? Comente no Fórum do TecMundo