(Fonte da imagem: Underground EDM)

Responda rápido: qual marca fabrica os melhores fones de ouvido do mundo? Se você citou grandes grifes como Koss e Beats by Dr. Dre, errou feio – pelo menos é o que afirma um estudo realizado pelo instituto FindTheBest e encomendado pela conceituada revista TIME.

Desconfiado que a maior parte das marcas do segmento investem mais em publicidade do que em qualidade sonora, o periódico resolveu comparar quase 3 mil modelos de fones de ouvido (entre intra-auriculares de baixo custo e supra-auriculares para DJs) considerando análises publicadas em sites especializados (como CNET, WIRED e TechCrunch) e características técnicas divulgadas pelos fabricantes.

Com o primeiro critério pesando 80% e com o segundo pesando 20%, os pesquisadores deram uma nota de 0 a 100 para cada modelo analisado e, posteriormente, calcularam uma média para cada marca com base nessas pontuações individuais. O resultado, que você pode conferir no gráfico interativo abaixo, é chocante.

Os bons, os médios e os "marketeiros"

No estudo, marcas “de luxo” como Plantronics, Beats by Dr. Dre, Skullcandy, Koss, Creative e Philips aparecem com as piores notas no ranking (entre 57 e 72 pontos). De acordo com Ben Taylor, que dirigiu a pesquisa, essas fabricantes até possuem alguns modelos de boa qualidade em seus portfolios, mas também comercializam fones desconfortáveis e com baixa qualidade sonora. Ou seja, investem mais em marketing do que em aspectos técnicos.

Já na faixa intermediária, encontramos Bose, Apple, Panasonic, Audio-Technica, JVC e Sennheiser – tais marcas tiveram notas entre 73 e 78 pontos. Assim como no cenário anterior, Taylor destaca que as fabricantes possuem modelos excelentes no mercado (como o QuietComfort 15s, da Bose), mas que essa qualidade não se repete em todo o portfolio de cada uma delas.

AKG, Sony, Pioneer, Klipsch, Grado e Shure foram as marcas que mais pontuaram na pesquisa, com pontuações de 79 (AKG) e 90 (Shure). Essas seis fabricantes se destacaram por mostrar um padrão de qualidade consistente entre todos os seus dispositivos comercializados, sem distinção entre modelos de entrada e top de linha.

Vale ressaltar que o objetivo da pesquisa não foi o de comparar diretamente os melhores fones de cada uma das fabricantes, mas sim observar qual marca consegue oferecer um bom nível de qualidade para todos os modelos de seu portfolio. E você, concorda com os resultados?