Já sabemos que o Nubank é o cartão de crédito do futuro. A visita que o TecMundo fez à sede da empresa, em São Paulo, mostrou que, de startup, o Nubank evoluiu para uma companhia completa, com crescimento exponencial – cerca de 60% a 85% ao mês – e equipe concentradíssima no que faz. Afinal de contas, livrar os usuários dos entraves burocráticos que um cartão de crédito tem, com vínculo a banco e tudo mais, foi a solução perfeita para o século 21.

Estamos numa era em que os smartphones ditam o ritmo da indústria e são aparelhos multifuncionais que trazem soluções capazes de substituir computadores. Os aplicativos de cada serviço, quando bem desenvolvidos, oferecem atalhos que são uma mão na roda. Assim é o app do Nubank para iOS e Android: responsivo, bonito e funcional, algo comprovado estatisticamente pela satisfação dos usuários.

A empresa não quer deixar ninguém de fora da brincadeira – absolutamente ninguém – e já prepara uma versão para Windows Phone. A convite da equipe, o TecMundo compareceu à sede do Nubank e teve a oportunidade de conferir o app para o sistema mobile da Microsoft. O aplicativo mantém o padrão de qualidade das outras versões e traz sutis mudanças a quem já está acostumado à plataforma.

Igual, mas diferente

A versão do app do Nubank para Windows Phone chama atenção pelo cuidado que o time responsável está tendo com aqueles detalhes sutis, mas que, somados, fazem diferença na experiência final. Na ocasião, conversamos com Pedro Axelrud e Luiz Dubas, envolvidos diretamente na programação, no desenho e no desenvolvimento do aplicativo, e Mariana Netto, analista de comunicação da empresa.

De cara, o app para Windows Phone é idêntico ao que vemos nos dispositivos iOS e Android. A primeira tela apresenta os pagamentos realizados em ordem cronológica decrescente, com nome do local, valor gasto e um ícone que mostra a categoria à qual a loja pertence (lazer, serviços, vestuário etc.).

Tudo, no entanto, está ligeiramente maior aqui. Como o Windows Phone utiliza fontes maiores de letra, número e separa o conteúdo em grandes “quadrados”, faz sentido, do ponto de vista da equipe do Nubank, que isso seja refletido no app. Ao acessar uma compra parcelada, por exemplo, os números exibidos são maiores e estão verticalizados da mesma forma organizada que vemos nas outras versões. É igual, mas diferente. E vice-versa.

“Buscamos colocar elementos que façam sentido para o usuário do Windows Phone. Há uma parcela crescente deles, e notamos que, no Brasil, a base é até maior do que em outros mercados grandes. Estamos fazendo um app pensando neles, e não apenas para falar que ‘temos uma versão para Windows Phone’. Estamos desenvolvendo cada coisa nos mínimos detalhes”, explicaram os responsáveis.

Responsividade na transição de telas e mudanças discretas, mas funcionais, incluindo o carrossel

O visual simples e responsivo está ali, só que com sutis mudanças. Ao deslizar para a segunda tela à direita, por exemplo (a tela roxa), as informações que exibem a fatura atual e o limite disponível aparecem do lado esquerdo da tela, enquanto os botões de ajuda, indicação, bloqueio temporário e conta surgem do lado direito.

Basicamente, o que houve foi uma inversão que faz sentido dentro da proposta do Windows Phone. Outro detalhe discreto dentro dessa filosofia, agora voltando à primeira tela, é o botão de busca, alocado no canto superior direito da tela, e não ao lado esquerdo, como ocorre no iOS e no Android.

Ao chegar à terceira e última tela, vemos as faturas pagas no respectivo mês e o valor aberto a ser quitado até o próximo vencimento, mas aqui entra outra mudança bem-vinda: não há uma “parede” encerrando a transição de telas. Ao deslizar novamente para o lado direito, você retorna à tela inicial do aplicativo. Ou seja, o que temos é um “looping” que se encaixa como luva aqui. No Android e no iOS, é preciso voltar às outras telas deslizando para o lado esquerdo.

Windows Phone: uma comunidade em crescimento

Ao trazer o app para o Windows Phone, a equipe diz que consegue ampliar a base de usuários e afirma que houve, sim, muita demanda para isso. “Estamos recebendo muitos emails e mensagens em redes sociais pedindo uma versão para Windows Phone. Os usuários estavam se virando de outras formas possíveis: utilizando o app de um amigo ou a versão web. Notamos que há uma parcela considerável de usuários do Windows Phone aqui”, contou Mariana.

Com isso, o Nubank, que já está em crescimento exponencial, conseguirá atingir as três plataformas mobile do mercado e se consolida como solução para cartões de crédito e para a típica burocracia bancária que é “especial” aqui no Brasil. Como a própria equipe diz, burocracia custa dinheiro. A versão do app para Windows Phone deve chegar em breve.

Para quem ainda não conhece, o serviço traz bandeira Mastercard num único plástico, o Platinum, um cartão de crédito internacional sem anuidades e com as taxas mais baratas do mercado. Para conseguir um, o usuário deve solicitar através do site do Nubank ou entrar num lugar privilegiado da fila se for indicado por alguém que já tenha o produto.

O TecMundo agradece o convite da equipe para testar o aplicativo no Windows Phone.

Nubank está chegando ao Windows Phone! Quem aí pretende baixar essa versão quando ela sair? Comente no Fórum do TecMundo.