Normalmente, ao tentar baixar um app para um aparelho Android, nos deparamos com duas escolhas. Podemos tanto aceitar as permissões do aplicativo, para que ele tenha acesso a todo tipo de dado de nosso dispositivo e nossa conta (mesmo que ele aparentemente nem precise disso) ou simplesmente não fazer o download do programa.

Parecem escolhas ruins? Acredite, você não é o único a pensar assim: um bom número de pessoas gostaria de poder dizer “não” para o sistema da Google com mais frequência.

As informações têm como base um estudo recente apresentado na FTC Privacy Conference. Segundo ele, o público já está cansado da enorme quantidade de permissões e atualizações nas políticas de serviços que é preciso aceitar em seus aparelhos e na internet para ter acesso ao que deseja. A situação só piora quando colocamos os frequentes problemas de segurança sofridos com seus sistemas, o que torna a tarefa de gerenciar sua privacidade algo cada vez mais exaustivo para o público.

Como resultado, os números indicam que 80% dos usuários questionados teriam dito “não” para pelo menos um pedido de permissão, caso tivessem a escolha de negá-lo sem ter seu acesso ao conteúdo impedido. A pesquisa também revelou que, em média, queremos negar a permissão pedida em aproximadamente uma a cada três vezes.

Um problema que já está se resolvendo

Por mais complicada que seja a situação, Serge Egelman, autor do estudo, sugere algumas formas interessantes de resolver esse problema. Para ele, o segredo é achar um equilíbrio adequado entre mostrar menos informações sobre as permissões de segurança, mas também liberar ao público o gerenciamento das permissões de acordo com suas preferências.

E como isso seria feito? Simples: no lugar de trazer avisos em popups para cada permissão necessária, o sistema passaria a contar com uma ferramenta para configurar seus padrões de privacidade. Assim, você não precisaria se preocupar com novos pedidos de permissão e, ao mesmo tempo, saberia que certos dados estariam protegidos.

O melhor de tudo, porém, é que esse problema já está sendo resolvido graças à versão mais recente do Android. Quem possui o Marshmallow instalado em seu celular, de fato, deve ter visto que o software dá um controle preciso das permissões disponíveis de cada parte do seu sistema, para cada app instalado no dispositivo.

Essa não é a única sugestão feita por Egelman, vale notar. Outra ideia bastante promissora seria a adição de uma tabela ou de rótulos que facilitem na hora de identificar que permissões você está dando para aquele app – afinal, convenhamos que não é fácil ver todas as permissões solicitadas em uma enorme lista, cheia de termos técnicos desnecessariamente complicados.

Qual é sua sugestão para acabar com o sistema de permissões no Android? Comente no Fórum do TecMundo