O que esperar dos novos processadores Trinity da AMD

Novas tecnologias, altas frequências e baixo consumo de energia. Novas APUs vêm para dar show em processamento gráfico e multimídia.
  • Visualizações26.017 visualizações
Por Fabio Jordão em 10 de Maio de 2012

Há alguns anos, a AMD vem apostando na ideia de fusão entre chip gráfico e processador. As primeiras APUs da companhia foram lançados em 2011 e eram baseadas na arquitetura Llano. Os resultados apresentados pelos modelos da série A foram impressionantes, como você pôde conferir em uma análise que fizemos do notebook Samsung 305E4-AD1.

Seguindo o cronograma, a fabricante deve lançar uma linha sucessora de APUs baseada na nova arquitetura Piledriver. Por ora, esses modelos receberam o nome de Trinity, o qual faz referência aos núcleos de processamento. Com o lançamento próximo, montamos este artigo para você conhecer as novidades da nova aposta da AMD.

Características gerais

Segundo publicação oficial da AMD, alguns modelos de APUs trabalharão com níveis de tensão muito baixos. Essas unidades serão ideais para ultrabooks, tanto que a HP já apostou na ideia. Com consumo máximo de 17 W, tais chips são desenvolvidos para superar o poder de processamento da antiga linha, mas utilizando apenas metade da energia.

O que esperar dos novos processadores Trinity da AMD (Fonte da imagem: Divulgação/AMD)

Os núcleos de processamento “Trinity” têm capacidade para aumentar o desempenho em até 29% se comparados aos chips “Llano”. Para a parte gráfica, as novas APUs trarão GPUs da série AMD Radeon HD 7000. Neste quesito, as unidades garantem um aumento de 56% no desempenho para jogos e aplicações que utilizem computação paralela.

A AMD não divulgou oficialmente as especificações dos novos processadores. Contudo, o site Donanim Haber divulgou uma imagem com as configurações dos novos modelos que serão liberados para o segmento dos desktops. Apesar de as informações não serem confirmadas pela fabricante, grandes portais têm assumido tais valores como reais. Confira os números:

O que esperar dos novos processadores Trinity da AMD

  • todos os modelos exibidos na tabela contam com a tecnologia AMD Turbo Core;
  • o soquete utilizado para tais modelos é o FM2;
  • os modelos sem a terminologia “K” têm o multiplicador bloqueado (complicando a técnica de overclock);
  • não há informações sobre os componentes disponíveis para notebooks.

Além dos ganhos de desempenho, as novas APUs devem oferecer processamento aprimorado de conteúdo gráfico. Tanto em filmes quanto em jogos, as novas unidades vão garantir imagens mais vibrantes e resultados instantâneos, independente do tipo de vídeo que está em reprodução.

A AMD afirma que a ideia é fazer uma rede de dispositivos conectados, possibilitando que as pessoas possam utilizar computadores simples, mas capazes de reproduzir arquivos capturados com o smartphone, disponíveis na web ou obtidos de outras fontes de alta definição.

Malha ressonante de frequência

Como publicado em fevereiro pelo site EE Time, a AMD deve surpreender o mercado da informática com algo inédito em chips tão modestos. A implementação da tecnologia Resonant Clock Mesh (Malha ressonante de frequência) vai garantir a operação dos núcleos em frequências superiores a marca dos 4 GHz.

O que esperar dos novos processadores Trinity da AMD (Fonte da imagem: Reprodução/Toms Hardware)

A novidade foi desenvolvida pela empresa Cyclos, a qual aposta em uma técnica semelhante à KERS, utilizada em carros de Fórmula 1. Osciladores indutor-capacitivos captam, armazenam e retransmitem a frequência principal do chip para uma malha a cada novo ciclo.

Basicamente, a Resonant Clock Mesh dispensa os pulsos de frequência constantes, como se houvesse uma reciclagem do clock. Segundo informação da AMD divulgada ao site Tom’s Hardware, essa tecnologia resulta em uma queda de 24% na distribuição de energia.

Melhorias no desempenho gráfico

Além de todo o desempenho e economia de energia, as APUs baseadas na arquitetura Piledriver vão garantir qualidade absoluta com um conjunto de tecnologias chamad o de AMD HD Media Accelerator. Confira as principais novidades que a plataforma Virgo oferecerá:

  • AMD Perfect Picture HD: garante a exibição de imagens e vídeos com cores vibrantes, redução de problemas de borda, baixos níveis de ruídos e regulagens de contraste dinâmico;
  • AMD Quick Stream: acelera o carregamento de streaming de vídeo, garantido uma reprodução suave e nítida dos filmes;
  • AMD Steady Video: elimina efeitos de vídeo tremido e problemas diversos durante a reprodução de clipes. Essa nova tecnologia será implementada em navegadores para garantir melhorias na exibição de conteúdo disponível na web.

O que esperar dos novos processadores Trinity da AMDAMD demonstra potencial da Trinity (Fonte da imagem: Reprodução/The Verge)

Em breve, em um notebook perto de você!

A AMD não especificou uma data para lançamento dos novos processadores Trinity, no entanto, segundo notícia do The Verge, os primeiros ultrabooks da HP com esses chips devem chegar a partir de junho. De momento, não há detalhes quanto à disponibilização dos produtos para desktops.

Uma notícia interessante é que os computadores equipados com essas APUs devem custar 200 dólares a menos do que modelos equipados com componentes equivalentes da Intel. Agora, resta aguardar por testes concretos para ver como os novos processadores AMD trabalham na prática. Fique ligado no Tecmundo para mais informações!

Fontes de pesquisa: AMD, Tom’s Hardware, EE Times, Donanim Haber, The Guru of 3D



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!