Quem costuma postar vídeos no YouTube já deve saber que o serviço oferece a opção de se utilizar uma imagem editada como thumbnail, caso a pessoa queira deixar sua postagem com um visual mais chamativo.

Quando essa ferramenta não é utilizada, fica a critério do próprio programa extrair um frame de cada segundo do vídeo e selecionar um deles para servir de destaque. O problema é que um grande número desses frames escolhidos automaticamente acabava mostrando uma imagem de pouca relevância, fora de enquadramento ou completamente sem foco.

Percebendo o problema, o time de pesquisas da Google resolveu treinar uma rede neural para perceber a diferença entre thumbnails boas e ruins, a fim de melhorar os resultados gerados. Para isso, a equipe está utilizando como exemplo positivo as thumbnails customizadas pelos usuários, as quais normalmente são tratadas para garantir uma boa resolução e nitidez da imagem, além de manterem o foco apenas em um objeto central.

Assim, o sistema tende a perceber quais frames contidos em cada segundo da publicação devem ser selecionados e quais devem ser descartados. O resultado parece ter sido positivo, pois a rede neural já está sendo utilizada como filtro para geração de thumbnails de melhor qualidade em todo o YouTube.

O que mais chama a sua atenção em um vídeo do YouTube: o título ou a thumbnail? Por quê? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: