Quem costuma navegar pela internet sabe que a grande maioria dos sites que aceitam comentários em postagens em geral acaba com uma bagunça de informações. E os grandes culpados desse tipo de situação são os famosos trolls, que apenas discutem com outras pessoas ou acabam escrevendo sobre assuntos não relacionados às notícias, por exemplo.

Um dos grandes sites que sofrem bastante com isso é o famoso YouTube. Como você pode conferir em qualquer vídeo de alcance relevante, os comentários que ficam no topo são aqueles feitos por último. Por conta disso, você dificilmente entende sobre o que a pessoa está falando e pode acabar encontrando apenas um pedido por “joinhas”.

Em uma tentativa de melhorar essa situação, o pessoal do YouTube começou a trabalhar em conjunto com a equipe da rede social Google+. O primeiro passo é melhorar o que é colocado em evidência. A Google pretende colocar no topo comentários dos seus amigos, de quem postou o vídeo e de qualquer tipo de celebridade — o que, querendo ou não, já é um tipo de filtro.

Questão de conversas

Se você não está satisfeito com a mudança citada anteriormente, saiba que o YouTube também pretende alterar a maneira como as conversas são mostradas dentro dos comentários. No lugar de você precisar clicar para saber quem está discutindo ou elogiando quem, é provável que o sistema fique igual ao do Gmail, em que você confere a primeira mensagem e depois os seus desdobramentos.

Você também vai poder escolher se apenas pessoas específicas poderão ver os seus comentários em vídeos ou se eles vão estar restringidos a somente algumas pessoas — ou seja, postagens públicas ou privadas. Além de tudo isso, vai haver uma maior sincronia entre o YouTube e Google+, de modo que, se você postar um vídeo e receber comentários, essas conversas vão aparecer também na página da filmagem.

E ainda tem mais...

(Fonte da imagem: Reprodução/Engadget)

Outro problema que o YouTube encara seriamente é o fato de que o anonimato acaba revelando o pior das pessoas. Devido a isso, pessoas que escondem o próprio rosto acabam disseminando mensagens de ódio, como o racismo, machismo ou homofobia. Dessa maneira, o pessoal da Google está desenvolvendo diferentes maneiras de barrar comportamentos desse tipo.

De acordo com que foi divulgado, o YouTube vai começar a trabalhar com palavras, pessoas e temas que podem ser utilizados em uma “lista negra”. Com isso, você pode marcar certos termos ou usuários para que postagens sejam barradas antes mesmo de serem publicadas — ou seja, você não precisa ficar aprovando uma por uma.

E o funcionamento?

Todas essas inovações devem começar a ser utilizadas em breve. Os comentários em sincronia com a rede do Google+ devem ser habilitados no decorrer dessa semana, sendo que os filtros vão entrar em funcionamento no mesmo prazo, mas apenas para canais — nos próximos meses, eles devem chegar aos usuários individuais. No entanto, não há informações concretas sobre o prazo da chegada dessas novidades aos perfis brasileiros.

Cupons de desconto TecMundo: