Imagem de: Como acelerar o carregamento de vídeos no YouTube

Como acelerar o carregamento de vídeos no YouTube

3 min de leitura
Avatar do autor

(Fonte da imagem: Reprodução/World Mixture)

Se você assiste a vídeos no YouTube com frequência, deve ter percebido que a forma como eles são carregados sofreu uma reformulação de uns tempos para cá.

Antigamente, ao iniciar a reprodução de uma gravação nesse produto da Google, ela era carregada ininterruptamente, ou seja, você podia pausar a execução que o conteúdo continuava a ser transferido.

Isso era uma prática comum principalmente entre os internautas que não tinham acesso a uma conexão de alta velocidade. Resumindo, a pessoa dava o play no vídeo e o pausava logo em seguida, aguardando o seu carregamento completo para assisti-lo de uma vez.

Porém, a gigante das buscas resolveu implementar um recurso chamado DASH no YouTube, o qual acaba limitando tal característica. Atualmente, se você pausar uma reprodução, ela deixará de ser carregada.

Com isso, instabilidades na conexão com a internet podem fazer com que a execução da gravação supere a velocidade de transferência, o que resulta em algo bastante incômodo: travamentos. Neste artigo, nós vamos ensinar você a desabilitar essa função e voltar a poder esperar o carregamento completo de um vídeo para poder assisti-lo continuamente.

Entendendo o “problema”

O Dynamic Adaptive Streaming over HTTP (DASH) é uma tecnologia de buffering que “quebra” os conteúdos em blocos. Grosso modo, seria como se o vídeo a que você estivesse assistindo deixasse de ser transferido em único arquivo (como o YouTube fazia) para ser passado em diversas partes.

(Fonte da imagem: Reprodução/iStock)

O problema nesse sentido é que o YouTube só inicia a transferência do segundo trecho da gravação em reprodução somente depois que você terminou de executar o primeiro bloco. É exatamente nesse momento que, para quem não está ligado a uma conexão de alta velocidade, acontecem os travamentos de reprodução.

O lado bom desse mecanismo é para quem acessa o serviço de hospedagem de Google por meio de franquias limitadas de redes de dados móveis (3G ou 4G), pois ele evita a sobrecarga do fluxo de dados e o desperdício de consumo da banda contratada. Visto isso, chegou a hora de partir para a ação e descobrir como desativar essa função do YouTube.

Requerimentos

Para este tutorial, tudo o que você vai precisar é instalar a extensão YouTube Center, a qual possui versões para os seguintes navegadores:

Observação: o YouTube Center ainda não foi aprovado pela Gigante das Buscas, o que significa que ele, por enquanto, não está disponível na Chrome Web Store.

Para instalá-lo, você deve baixar o arquivo CRX por meio do link acima, abrir a página de extensões do navegador (chrome://extensions/) e arrastar esse arquivo para a tela do browser aberta. Você visualizará a mensagem “Soltar para instalar”. Na sequência, uma solicitação de confirmação da implementação é apresentada. Pressione o botão “Adicionar” para concluir a instalação.

Ampliar

Na prática

Com o YouTube Center devidamente instalado no seu browser, siga o procedimento abaixo.

Passo 1 – Acesse o menu de configuração

A primeira coisa a ser feita é acessar a central de configuração da extensão recém-adicionada ao navegador. Ao acessar o seu perfil no YouTube, você perceberá a existência de um novo botão (com o ícone de uma engrenagem) ao lado do menu da sua conta no serviço da Google (1). Clique nele para que o painel de controle do YouTube Center seja exibido no formato de popup.

Passo 2 – Desmarque a opção indicada

Ampliar

O próximo passo que você deve realizar é seguir até a seção “Player” (2), a qual reúne uma série de ajustes possíveis para o funcionamento do player do YouTube. Nessa página, você deve desmarcar a caixa de seleção referente à opção “Dash Playback” (3).

Passo 3 – Agora é só assistir aos vídeos que quiser

Ampliar

E acabou! É isso mesmo, agora você já pode navegar pelo serviço de hospedagem da Gigante das Buscas e reproduzir qualquer vídeo publicado que ele será carregado ininterruptamente. Esqueça aqueles travamentos chatos que vinham acontecendo enquanto você assistia às suas filmagens preferidas.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Como acelerar o carregamento de vídeos no YouTube