(Fonte da imagem: Reprodução/YouTube)

Grandes reportagens sobre denúncias, irregularidades e assuntos polêmicos normalmente são mostradas apenas na televisão, mas o YouTube está disposto a ceder espaço para o jornalismo investigativo. A partir da última quinta-feira (02), o site de vídeos mantém o canal The I Files, que concentra várias matérias exclusivas.

Os colaboradores do canal mantido pela Knight Foundation são todos de peso, incluindo grandes redes de notícias como ABC, BBC, INN, Al-Jazeera e o The New York Times. Até agora, não são muitos os clipes selecionados na página, mas algumas matérias já falam sobre a produção do hambúrguer, a guerra civil na Síria e o caso Watergate.

A ideia reforça o papel do YouTube como competidor da TV paga ou aberta. O lucro gerado com a publicidade nos clipes será dividido entre os parceiros do projeto e, caso ele seja bem-sucedido, parcerias com faculdades de jornalismo podem render a divulgação gratuita de reportagens produzidas por estudantes. Para conhecer o serviço, basta clicar aqui.

Fonte: Knight Foundation

Cupons de desconto TecMundo: