Vídeo mais visto no YouTube rende mais de 280 mil reais à família inglesa

1 min de leitura
Imagem de: Vídeo mais visto no YouTube rende mais de 280 mil reais à  família inglesa
Avatar do autor

Produzir vídeos e ganhar dinheiro com o YouTube têm sido o objetivo de muitos cinegrafistas amadores ao redor do mundo. Mas uma família do Reino Unido já conseguiu o feito, mesmo sem nunca ter sonhado com o sucesso. Com mais de 429 milhões de visualizações, o vídeo não comercial “Charlie bit my finger” já é o mais visto do site, e também um dos mais rentáveis.

A sequência de 56 segundo está no ar desde 2007 e mostra Charlie, na época com um ano de idade, inocentemente mordendo o dedo do irmão Harry. O sotaque legitimamente britânico do menino de cinco anos reclamando da dor completa a cena cômica.

Em entrevista ao The New York Times, o consultor de tecnologia da informação Davies-Carr, pai dos meninos, revelou que a Google já pagou para a família mais de 100 mil libras (cerca de R$ 280.000), dinheiro arrecadado com a publicidade gerada pelas milhões de visitas à página do vídeo desde 2007.

Harry e Charlie nos dias atuais (Fonte da imagem: Reprodução/The New York Times)

Diante de tanto sucesso, o casal também criou muitas outras sequências que mostram Charlie, Harry e os outros dois filhos em mais situações cômicas. A receptividade e audiência da comunidade do  YouTube têm sido boas, mas críticos no Reino Unido desaprovam a iniciativa, dizendo que o “show familiar” poderia prejudicar a infância das crianças.

Os pais dos astros mirins discordam, alegando que a preocupação com a exposição das crianças é constante. Davis-Carr afirma que todas as filmagens são espontâneas e que não obriga os seus filhos a atuar de forma alguma. “Não ficaríamos chateados caso as pessoas parassem de ver nossos vídeos.”, justifica.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Vídeo mais visto no YouTube rende mais de 280 mil reais à família inglesa