(Fonte da imagem: Reprodução/Google)

Nos últimos dias, os brasileiros pensavam duas vezes antes de passar um vídeo pela internet. A culpa é do ECAD (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição), um órgão regulador de conteúdo que resolveu multar blogueiros que compartilham clipes do YouTube com direitos autorais em uma página. Mas faltou um detalhe: ouvir o próprio serviço da Google.

Finalmente, o YouTube resolveu falar – e a notícia é boa para quem estava com medo de receber uma cobrança em casa. Em uma postagem oficial, o site afirma que até mantém um acordo com o ECAD, mas ele não envolve a autorização de multas ou taxas por inserção de clipes em outros sites.

A mensagem explica que a liberadade do ECAD está em coletar pagamentos de quem tem uma rádio online pública, por exemplo, mas tudo sem ferir a Lei Brasileira de Direitos Autorais – e sem envolver o YouTube. O site pede ainda para que o órgão acabe com as cobranças e deixe os blogueiros em paz com seus compartilhamentos.

Diretor de políticas públicas e relações governamentais do Google Brasil, Marcel Leonardi ainda esclarece na postagem que a proposta do YouTube é justamente o compartilhamento de vídeos para que os próprios artistas tenham mais espaço de divulgação – e tirar essa liberdade ou cobrar por isso seria ferir a própria proposta do site.

Cupons de desconto TecMundo: