A Sony acaba de trazer duas novidades relacionadas aos seus smartphones. A primeira é ruim e deve frustrar especialmente quem curtiu as variações intermediárias da linha X: a companhia anunciou que não pretende disponibilizar sucessores para os chamados "intermediários premium". A segunda notícia envolve novos lançamentos, com a empresa confirmando a chegada de dois novos top de linha ainda para o ano fiscal de 2017.

Em relação aos novos gadgets, a confirmação ainda não veio a público, mas foi feita em uma reunião com investidores realizada em Tóquio, Japão, nesta terça-feira (23). O rumor a respeito dessa novidade ganha força com a imagem de um slide apresentado nesse encontro e que circula na web. Na figura, é possível ver que a empresa pretende lançar em 2017 os novos flagships Xperia XZ Premium e XZs, sucessores do Xperia X Performance e Xperia XZ.

Slide vazado da Sony confirma aposentadoria da linha intermediária premium e o lançamento de dois novos top de linha

Mercado intermediário

Se o topo está no foco da Sony, a parte intermediária do mercado será reorganizada. Com isso, os chamados intermediários premium, aqueles aparelhos localizados quase no limiar entre os grupos do meio e do topo, vão sair de cena. Aparentemente, a explicação dada pela Sony para fazer isso é focar todos os seus principais recursos exatamente em seus principais aparelhos, aqueles que custam mais caro e oferece mais características avançadas aos usuários.

É claro que a intenção em “focar em seus principais produtos” passa também pela avaliação da possibilidade de retorno que esses aparelhos têm, quando comparados com os modelos intermediários premium. O fato é que, segundo dados revelados pela própria Sony durante a reunião com investidores, o Xperia X e o Xperia X Compact ficaram longe da meta de vendas da companhia.

Ficando longe da meta de vendas da Sony, intermediários premium serão aposentados

Sem revelar exatamente quantas unidades a companhia esperava vender, os slides indicam apenas que os “intermediários de ponta” alcançaram apenas 43% da meta global de vendas (85% no Japão e 31% em outros países). Por sua vez, Xperia X Performance e o Xperia XZ, modelos de topo, registraram 88% da meta (104% no Japão e 60% em outros países).

Analisando esses dados, fica bem fácil saber por que a Sony pretende concentrar recursos e esforços para manter os bons números com os seus dois principais aparelhos do que “perder tempo” com um gadget que sequer bateu a meta de vendas no Japão. Apesar da “confirmação” dos slides vazados, ainda não se sabe exatamente quando a Sony pretende apresentar seus novos dispositivos portáteis para o mundo.

Cupons de desconto TecMundo: