Ampliar (Fonte da imagem: Divulgação/Motorola)


Lembra-se do Xoom? Pois a própria Motorola está tentando esquecer seu primeiro tablet, principalmente por conta das inúmeras dores de cabeça que o aparelho trouxe desde que foi lançado. Afinal, o que deveria ter sido a entrada triunfal da marca no mercado de tablets se transformou em uma enorme sucessão de erros.

Tudo isso porque alguém simplesmente se esqueceu de conferir se a marca já existia ou se era de propriedade de alguém. E foi exatamente isso o que aconteceu: a Xoom Corporation — uma companhia especializada no setor financeiro — entrou na briga para defender seu nome e, depois de muito tempo em debates legais, as duas empresas chegaram a uma conclusão.

Em uma decisão divulgada nesta semana, a Motorola concordou em abandonar de uma vez por todas o nome Xoom e, assim, evitar qualquer outro tipo de complicação decorrente do descuido. Em outras palavras, a fabricante abriu mão de um produto que já não era tão popular assim para evitar que a disputa fosse levada aos tribunais, onde as chances de se dar mal seriam ainda maiores, visto que o fato de a instituição financeira existir desde 2001 poderia ser uma grande desvantagem.

No entanto, os detalhes desse acordo não foram revelados. E, segundo um porta-voz da Motorola, é bem provável que isso nunca aconteça, já que ele foi categórico ao dizer que essas informações podem “nunca ver a luz do dia”, o que mostra que alguém não ficou muito contente com o resultado.

Cupons de desconto TecMundo: