A fabricante chinesa Xiaomi apresentou novos produtos nesta segunda-feira (23) em um evento na China. Um deles já era esperado, mas foi bem recebido da mesma forma: o phablet Redmi Note 3.

Além de ser o sucessor do adorado Redmi Note 2 em especificações técnicas, que estão mais potentes, o dispositivo conta com um design totalmente metalizado. Ainda assim, a identidade visual não é muito diferente dos aparelhos anteriores — e nem mesmo o peso e a espessua mudaram tão significativamente, para a felicidade dos fãs.

Ele também apresenta um sensor biométrico, sendo o primeiro aparelho da Xiaomi com o recurso. Ele é circular e fica na traseira do aparelho, logo abaixo do sensor da câmera. A empresa garante o desbloqueio do dispositivo em 0,3 segundos usando o recurso e a possibilidade de usá-lo para pagamentos via mobile.

Especificações técnicas

  • Sistema operacional: Android 5.1.1 (MIUI 7)
  • Tela: 5,5" (1080p)
  • Processador: MTK Helio X10 octa-core e 64 bits de 2,0 GHz
  • Memória RAM: 2 GB ou 3 GB
  • Armazenamento interno: 16 GB ou 32 GB
  • Câmera: 13 MP (traseira) e 5 MP (frontal)
  • Bateria: 4.000 mAh
  • Conectividade: 4G Dual SIM, WiFi 802.11ac 
  • Espessura: 8,65 mm no ponto mais fino
  • Peso: 165 g

Primeiras amostras da câmera

A câmera do Redmi Note 3 não teve muitos detalhes técnicos revelados, mas já podemos ver pelas amostras liberadas pela Xiaomi que o aparelho não está para brincadeira na área. Confira as fotografias liberadas:

A câmera traseira tem autofoco "ultrarrápido" e flash em dois tons. Já a frontal permite a escolha entre 36 "perfis inteligentes de beleza" para que as suas selfies fiquem incríveis. E não precisa se preocupar com o consumo de bateria com essas funções, já que os 4.000 mAh devem fazer o dispositivo aguentar por bastante tempo carregado.

Disponibilidade

Por enquanto, o Xiaomi Redmi Note 3 só estará disponível para venda na China. Nas cores ouro, prata e dark grey (cinza), ele será comercializado em duas versões.

A primeira (2 GB de RAM e 16 GB internos) sai pelo equivalente a R$ 522, enquanto a mais potente (3 GB de RAM e 32 GB internos) custará R$ 641. Os valores estão convertidos direto da moeda chinesa. Ainda não há previsão para o mercado dos Estados Unidos ou do Brasil.

O que você achou do phablet Redmi Note 3? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: