A Xiaomi talvez seja a fabricante de smartphones que mais cresce atualmente. Ano passado, a empresa passou a LG e se tornou a terceira maior produtora de celulares no mundo — ficando atrás apenas da Samsung e Apple.

O grande sucesso da Xiaomi está na China e na Índia, países que consomem muitos aparelhos de entrada da empresa. Agora, a companhia marcou uma coletiva de imprensa em São Francisco, nos EUA — ela não vende smartphones no Ocidente.

De acordo com a empresa, isso não significa que ela começará a vender seu gadgets na Terra do Tio Sam. Mostra apenas que ela está "interessada em se apresentar ao mercado e conhecer mais sobre as lideranças no país".

A Xiaomi tem aparelhos que unem um bom design com um hardware interessante. Por isso, caso sua entrada no mercado ocidental se concretize futuramente, poderemos ter um grande player para bater de frente com as gigantes Samsung e Apple.

Cupons de desconto TecMundo: