O mercado chinês é um dos mais concorridos de todo o mundo para as plataformas móveis — afinal de contas, estamos falando de um país em que há mais de 1 bilhão de habitantes e que conta com muito mais smartphones do que computadores com acesso à internet. Mas qual seria a empresa mais presente na nação mais populosa de todo o planeta? Engana-se quem pensa na Samsung.

Apesar de ter passado os últimos anos liderando o mercado da região — assim como faz em quase todos os países —, a Samsung foi ultrapassada por uma fabricante chinesa: Xiaomi. Pois é, no último trimestre a Xiaomi conseguiu atingir a liderança em distribuição de smartphones e celulares comuns, chegando à marca dos 14% do segmento — levando às lojas quase 2 milhões de aparelhos a mais do que a Samsung.

Somente no trimestre avaliado pela Canalys, a Xiaomi levou 14.991.570 aparelhos às lojas chinesas. No mesmo período, a Samsung foi responsável pela entrega de 13.228.430 e a Lenovo por 13.025.780. Abaixo delas ficaram as empresas Yulong e Huawei, sendo que 42.664.530 ficaram distribuídos por todas as outras empresas.

É preciso notar que esses números não representam vendas diretas, mas sim as vendas para lojas e operadoras. Mesmo assim, vale dizer que é bem difícil que as posições do ranking sejam alteradas se a análise fosse feita com celulares vendidos aos consumidores finais. Será que as empresas chinesas vão continuar crescendo no mercado local ou a Samsung vai recuperar o posto em breve?

Cupons de desconto TecMundo: