Embora rumores recentes tenham indicado que a Xiaomi vai ser uma das primeiras empresas a usar o chipset Snapdragon 835 da Qualcomm, a parceria entre as duas fabricantes parece estar prestes a acabar — ou a ganhar uma importância menor. Na tentativa de conseguir desempenhos melhores com o Android, a companhia chinesa pode passar a usar um chipset proprietário conhecido como Pinecope.

Segundo o The Wall Street Journal, o processo de desenvolvimento do hardware já está bastante adiantado, sendo que uma apresentação oficial pode acontecer “dentro de um mês”. Uma transição do tipo não somente permitiria à Xiaomi ter menos dependência da Qualcomm e da MediaTek, como permitiria a ela encontrar soluções mais otimizadas à sua MIUI aplicada sobre o Android.

O produto responsável pela estreia do hardware deve ser o Mi 5C

Caso as informações estejam corretas, o novo chipset estará pronto a tempo de equipar o Mi6. No entanto, relatos indicam que o produto responsável pela estreia do hardware deve ser o Mi 5C. Caso tudo aconteça conforme o esperado, a companhia pode ser o segundo nome do mercado chinês a apostar em componentes de fabricação própria — a primeira delas sendo a Huawei.

Ainda não está claro qual é a capacidade da linha Pinecope, tampouco se ela será capaz de competir com os chipsets top de linha da Qualcomm e da MediaTek. Caso a Xiaomi consiga criar um produto competitivo, isso deve ajudar a passar ao mercado a mensagem de que ela continua sendo uma força a ser respeitada no universo mobile.

Cupons de desconto TecMundo: