Infelizmente, a Xiaomi não vende mais novos smartphones no mercado brasileiro, e a gente nunca teve a oportunidade de ter um modelo top de linha da marca nas nossas prateleiras. Contudo, a importação por sites como GearBest e outros é uma realidade, e muitos consumidores têm feito isso considerando que os celulares chineses estão ficando melhores a cada ano, e os preços continuam atraentes como sempre. Por isso, o TecMundo vem publicando conteúdos sobre dispositivos como o Mi Note 2.

Este artigo aqui é uma lista de prós e contras do aparelho para destacar os pontos mais positivos e também os mais negativos desse smartphone em relação ao que os concorrentes oferecem. Portanto se você ainda não decidiu se vale a pena ou não comprar esse aparelho depois de ver a nossa análise, esta é mais uma oportunidade para finalizar o assunto. Caso você ainda não tenha conferido o review completo, não deixe de acessar através deste link.

Pró 1: ótimo desempenho

Com o hardware que esse celular tem, seria difícil não oferecer um desempenho exemplar. Ele vem com chip Snapdragon 821, e a versão internacional tem 6 GB de RAM, a mesma combinação do OnePlus 3T.

Isso faz com que o Android rode superliso, e o aparelho ainda consegue dar conta de qualquer jogo pesado disponível na Google Play sem nenhum problema. Consequentemente, ele lida com apps de redes sociais e mensageiros como se nada estivesse acontecendo. O leitor de digitais também é muito rápido e preciso.

Pró 2: 128 GB de espaço

Além da boa quantidade de RAM, a versão internacional do Mi Note 2 — a que você deve comprar — ainda vem com 128 GB de armazenamento. Isso é espaço suficiente para guardar milhares de fotos, músicas e apps e nunca mais se preocupar com limite de memória no celular. Mas o melhor disso é que a Xiaomi oferece essa quantidade de armazenamento e cobra uma fração do preço de outros tops de linha com essa mesma configuração.

Pró 3: qualidade de construção

Quando você coloca as mãos no Mi Note 2, já dá para perceber que ele foi muito bem construído. Os materiais são de ótima qualidade, e você percebe que a fabricante teve muita atenção nos detalhes. Isso fica evidente no aspecto sólido que o celular possui e também no clique dos botões, que passam a impressão de que vão durar muito tempo.

Pró 4: software

Você sabe que preferimos o Android Puro sobre qualquer outra interface personalizada que as fabricantes possam fazer. Mas precisamos admitir que a MIUI 8 que a Xiaomi coloca sobre o Android 6 Marshmallow é bem interessante. Ela tem um design simples e elegante que se torna atraente com o tempo. A gente não tem aquela gaveta de apps aqui no fundo, mas a fluidez das animações e a coerência estética desse sistema fazem esse probleminha passar batido.

Mas o que mais chama atenção são os recursos extras. É possível clonar aplicativos no Mi Note 2, por exemplo, e fazer login com duas contas diferentes mesmo naqueles apps que não permitem esse tipo de coisa. Com isso, você consegue ter dois WhatsApp completamente funcionais no aparelho, entre outras possibilidades.

Pró 5: autonomia de bateria

Como esse Mi Note 2 que recebemos para testes da GearBest tem basicamente a mesma configuração de tela, processador e RAM do OnePlus 3T, a eficiência energética dos dois é parecida.

Mas o celular da Xiaomi tem mais capacidade de carga, e isso se reverte em uma autonomia de bateria bem superior. Ele conseguiu 11 horas de execução contínua de vídeo no nosso teste, quando o 3T marcou pouco mais de 8 horas nas mesmas condições. Para título de comparação, o Moto Z não passou das 7 horas. Por isso, o Mi Note 2 consegue um dia e meio de autonomia ou até mais com certa tranquilidade.

Contra 1: design copiado

Está na cara. Não tem como negar. O Mi Note 2 da Xiaomi copiou o design do Galaxy Note 7 da Samsung. A diferença é que o celular da chinesa não explode. Se você não curte a ideia de andar com o clone de um celular famoso no bolso, não precisa se preocupar: o Note 7 da coreana foi recolhido, e as versões recicladas não serão vendidas no Brasil. Por isso, não há o risco de as pessoas ficarem reconhecendo seu aparelho. Mas isso é um detalhe desimportante. O que importa mesmo é que o dispositivo da Xiaomi é bonito. 

Contra 2: elementos mal traduzidos

Apesar de a interface da Xiaomi ser legal e trazer um bocado de funcionalidade extra para o Android, ela tem uma série de elementos mal traduzidos, como a data e a hora na área de notificações, que ficam sempre em inglês. O navegador padrão do celular ainda mostra umas coisas em chinês. Isso acontece mesmo depois de você ter configurado o smartphone para o português brasileiro. Esse tipo de coisa também aparece no OnePlus 3T, mas de forma bem mais sutil, e você quase não nota.

Contra 3: ainda não está no Nougat

O Mi Note 2 foi anunciado oficialmente pela Xiaomi em outubro do ano passado, e a versão internacional do dispositivo ainda não recebeu o Android 7.0 Nougat. O novo software da Google traz uma série de melhorias de segurança e também algumas funcionalidades 3 extras. Por isso, é uma pena ainda não ter esse SO aqui. E olha que o Android 8 já está na iminência de ser lançado.

Contra 4: sem espaço para micro SD

Se você não quer saber de celular que não aceita cartão de memória, esse aqui não é para você. Ele só tem espaço para dois chips de operadora e mais nada. Pelo menos, ele vem com bastante armazenamento nativo por um preço camarada.

Contra 5: não vende no Brasil

O pior aspecto do Mi Note 2 é o fato de ele não ser vendido no Brasil. Isso dificulta a vida do consumidor, que tem que recorrer a sites de importação, como o GearBest. Aí se você converter o preço em dólares, fica maravilhado, já que o smartphone sai por mais ou menos uns R$ 1,6 mil na sua configuração mais parruda.

Mas é bom ter em mente o imposto de importação, que adiciona 60% a mais no valor da nota. O preço sobe bastante por conta disso e pode fazer as pessoas pensarem duas vezes antes de comprar, especialmente porque você fica sem a garantia da fabricante.

Mas na comparação com outros tops de linha à venda no Brasil, talvez a importação ainda valha a pena, especialmente quando a Receita Federal aplica uma taxa menor que o normal (o que parece ser recorrente).

***

Gostou da nossa lista? Aproveita para deixar sua opinião nos comentários e, antes de sair, confira esses links com uns preços bacanas do Mi Note 2.

Cupons de desconto TecMundo: