(Fonte da imagem: Reprodução/Ars Technica)

Em uma época no qual mídias tradicionais perdem espaço para conteúdos criados por usuários, a Microsoft parece disposta a aproveitar a popularidade dos chamados “YouTubers” para promover seu novo console. Relatos indicam que a empresa entrou em contato com a rede Machinima para dar bônus financeiros aos canais que mencionarem o Xbox One de forma positiva — algo normal, não fosse o fato de o acordo prever que em nenhum momento os produtores de vídeo devem mencionar que essa iniciativa se trata de algo patrocinado.

Segundo os termos da promoção, a Microsoft paga aos produtores de conteúdo um bônus de US$ 3 COM (três dólares extras por cada mil visualizações) nos quais apareça ao menos 30 segundos de um jogo rodando no Xbox One durante os dois primeiros minutos da atração. Também é preciso que seja mencionado verbalmente que o game apresentado na tela está rodando no novo console da empresa.

Além disso, para que os pagamentos ocorram, é preciso que os vídeos estejam identificados pela tag “XB1M13” e sejam publicados entre os dias 13 de janeiro e 10 de fevereiro. É especificado que os participantes “não podem dizer nada negativo ou desencorajador a respeito do Machinima, Xbox One ou qualquer um de seus jogos em seus vídeos da campanha”, cujo objetivo é obter 1,25 milhões de visualizações — o que daria uma conta de somente US$ 3.750 para a Microsoft pagar aos produtores de conteúdo.

Acordo pode violar termos da Comissão de Comércio

Segundo o Ars Technica, o termo de confidencialidade exigido pela companhia vai contra as recomendações da Comissão de Comércio dos Estados Unidos. “Quando existe uma conexão entre o patrocinador e o vendedor do produto anunciado que pode afetar o peso ou a credibilidade do patrocínio (ou no caso da conexão não ser esperada pela audiência), tal ligação deve ser expressa claramente”, afirmam os termos estabelecidos pela comissão.

Uma análise privada feita pelo Poptent, site que ajuda criadores de conteúdo a se conectar com redes como o Machinima, indica que a campanha começou em 14 de janeiro e foi encerrada no dia 16 do mesmo mês, indício de que as visualizações esperadas já foram conseguidas. Contatadas pela Polygon, tanto a Microsoft quanto a Machinima não comentar o assunto até o momento.

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: