Ampliar (Fonte da imagem: Reprodução/iFixit)

O Xbox One ainda não foi lançado oficialmente, mas muita gente já está com o aparelho em mãos. O site iFixit foi um dos privilegiados que conseguiu uma unidade antecipada, o que significa que podemos conhecer todos os detalhes internos do aparelho.

Bom, você já conhece as conexões, o design, o controle, o Kinect e quase todo o restante, por isso vamos focar apenas no que está escondido dentro da caixa. Abaixo, vamos comentar sobre os principais componentes de hardware do Xbox One.

Abrindo o aparelho

Bom, para começar a explorar as entranhas do video game é necessário remover a carcaça. Normalmente, quase todos os produtos do mundo vêm com parafusos, mas o Xbox One é diferente! Não há um parafuso sequer, o que forçou a galera do iFixit a começar retirando a grade lateral que serve para o fluxo de ar.

Quando você tiver seu Xbox One e conseguir remover a tampa superior de plástico, você verá nada além de uma tampa metálica e alguns poucos cabos. Todavia, tendo essa estrutura em mãos, basta pegar algumas chaves para começar a remover os parafusos.

Ampliar (Fonte da imagem: Reprodução/iFixit)

É importante retirar todos os parafusos (são oito bem grandes) e desconectar todos os cabos antes de explorar o conteúdo abaixo do chassi. Do lado de fora, há uma pequena placa e um alto-falante. Essa plaquinha contém o chip para conexão com redes WiFi.

Os componentes internos

Uma dúvida que muitas pessoas tinham era sobre as medidas excessivas do produto. Segundo o iFixit os principais elementos que tomam muito espaço dentro do console são a ventoinha e o drive óptico. O sistema de refrigeração grande é a aposta da Microsoft para evitar problemas enfrentados no passado.

Ampliar (Fonte da imagem: Reprodução/iFixit)

Ao lado do cooler, você encontra o disco rígido do aparelho. A unidade dissecada pelo iFixit tinha um HD da Samsung. Agora, a pergunta que todos estão fazendo: é possível trocar o componente de armazenamento? Trocar é possível, mas se vai funcionar é outra história. É preciso levar algumas coisas em conta:

  1. Ao remover o HD, você perde a sua garantia;
  2. O disco rígido utilizado no Xbox One é de 2,5” do tipo SATA II (ou seja, é fácil trocar);
  3. Não há como ter certeza de que o video game reconhece um HD não-formatado, que estejam em outros formatos ou unidades de diferentes marcas e modelos.

Por fim, temos todos os componentes de processamento espalhados pela placa-mãe. Confira onde ficam os principais dispositivos:

Ampliar (Fonte da imagem: Reprodução/iFixit)

  • Vermelho: APU AMD com núcleos "Jaguar" + GPU AMD Radeon
  • Laranja: 16 módulos (totalizando 8 GB) de memória RAM Hynix do tipo DDR3
  • Verde: memória flash NAND eMMC Hynix de 8 GB (ajuda no boot)
  • Azul: circuito integrado para controle de energia
  • Rosa: controlador de Ethernet (rede) da Realtek
  • Preto: circuito integrado para controle de tensão

Infelizmente, no artigo do iFixit não há detalhes sobre o controlador de áudio e o componente responsável por cuidar do Kinect e dos controles, mas certamente eles estão em algum lugar  da placa-mãe. O site concedeu a nota 8/10 para a facilidade de reparos no Xbox One. Gostou do console? Já reservou o seu?

Cupons de desconto TecMundo: