(Fonte da imagem: Divulgação/Microsoft)

Parece que a Microsoft fez mais um corte em suas políticas originais do Xbox One, após a recepção negativa pelo público após o anúncio do console. Agora, é a vez do Kinect cair por terra e não ser mais um acessório essencial para a utilização do aparelho. A informação foi confirmada por Marc Whitten, que é um dos principais nomes por trás da plataforma.

Antes o acessório deveria estar conectado o tempo todo ao console, mas podia ser desligado caso o jogador desejasse. Agora, porém, ele nem mesmo precisa estar plugado, resolvendo todos os anseios daqueles que se preocupam com a privacidade e com a possibilidade do Kinect filmar pessoas jogando nuas em frente ao console.

Whitten lembra que, obviamente, diversas funções não funcionarão dessa forma. É o caso, por exemplo, dos comandos de voz ou do rastreamento de posição e número de jogadores. Sempre que o usuário acessar uma função na qual o Kinect é essencial, uma mensagem será exibida na tela e a utilização somente prosseguirá uma vez que o acessório estiver ligado.

O Kinect faz parte de todos os kits padrão do Xbox One, que chegam ao mercado no final de 2013.

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: