Lançado oficialmente esta semana nos Estados Unidos, o Xbox One S é uma grande evolução em relação ao modelo original do console. Não somente a Microsoft conseguiu reduzir em quase 50% o tamanho de seu video game, como fez isso dispensando o uso de uma incômoda fonte externa.

Interessada em descobrir como a fabricante conseguiu isso, os membros do site iFixit abriram o novo video game e se depararam com várias surpresas interessantes. A Microsoft decidiu apostar em um design modular que torna fácil substituir peças, cujo único pequeno problema surge nas complicações necessárias para substituir o disco rígido — algo que viola a garantia do produto.

O site também não julgou muito agradável o fato de a parte externa do console ser fixada com clipes de plástico, que tendem a se quebrar ou entortar mediante o uso de força. No entanto, levando em consideração que dificilmente alguém vai tornar uma rotina abrir seu console, essa questão surge somente como um pormenor.

As peças modulares são o destaque

A nova fonte interna garante o visual compacto do console

A substituição do HD surge como principal problema

O Xbox One S não recebeu somente upgrades em seu hardware gráfico, que agora é capaz de exibir vídeos em resolução 4K. O console também exibe um disco rígido mais rápido com um cachê maior e interface SATA III (ao menos no modelo de 2 TB), e sua nova fonte interna deve permitir que o produto funcione em “qualquer lugar em que há uma tomada”.

As impressões gerais do iFixit se mostram bastante positivas, com elogios para o fato de que é preciso usar poucas ferramentas para abrir o video game. O design modular das peças também ganhou destaque, bem como a presença de uma quantidade menor de peças intercambiáveis e seu sistema de clipes simplificado. Em outras palavras, tudo indica que a Microsoft realmente fez tudo o que podia para tornar esse o modelo definitivo para quem procura um Xbox One atualmente.

Cupons de desconto TecMundo: