Já faz anos que a Microsoft tenta se explicar de um problema que alguns usuários do Xbox 360 tiveram: o console arranhava os CDs e os devolviam sem condições de uso. A briga teve que ir para a justiça.

Os autores da acusação diziam que mesmo sob condições normais de jogo, a unidade de disco era tão sensível que girava os CDs fora de controle e acaba jogando-os para outras partes do console, arranhando as mídias e tornando-as impossíveis de serem usadas novamente. A Microsoft rebatia as acusações informando que a grande maioria dos usuários do Xbox 360 não enfrentavam esse problema e que se o disco arranhava, era devido ao mau uso do console e não uma falha de projeto.

Porém, em 2008, a empresa sofreu um duro golpe: uma moção apresentada a um juiz incluía o testemunho de um gerente de programa que alegou que a Microsoft tinha conhecimento dessa questão e que o console poderia causar danos aos discos quando os usuários reposicionassem o console.

Nesse testemunho, foi alegado que a companhia considerou e rejeitou três soluções para a questão, incluindo reduzir a velocidade da unidade adicionando peças que teriam acrescentado 50 centavos de dólar para o custo de cada console na fabricação. De acordo com documentos sobre o caso, a Microsoft recebeu cerca de 55 mil reclamações sobre o problema até 2008.

Em março deste ano, uma apelação da companhia foi negado por um painel de três juízes do nono Tribunal de Circuito de Apelações. Portanto, a menos que a Microsoft apele para o Supremo Tribunal Federal dos Estados Unidos (a esfera mais alta da justiça americana), o caso continuará aberto. 

Você já teve problemas com o seu Xbox 360? Comente no Fórum do Baixaki Jogos

Cupons de desconto TecMundo: