Outubro chegou, e com ele a Sony introduziu no mercado um novo modelo de PSP. Ao contrário das anteriores, a versão “go” conta com construção em forma de “concha”: a tela cobre todos os botões (exatamente como o Mylo, um dos celulares da empresa), podendo ser deslizada para cima a qualquer instante.

Este sistema deslizante permite um acabamento de primeira, acompanhado de um tamanho total que chega a ser 43% menor do que o visto nos demais aparelhos da linha.

Além da diferença no formato, há outra discrepância crucial entre os modelos. O drive de UMDs não está mais presente no PSPgo, que foi feito exclusivamente para o formato de distribuição digital da Sony, através da PlayStation Network e do Media Go.

É justamente por este motivo que o console conviverá com as demais versões nas prateleiras das lojas, com apelo para setores diferentes do mercado (o que é motivo de polêmica no mundo todo). Mas antes de partirmos para as conclusões, vamos a uma tabela rápida de especificações dos modelos PSP-3000 e PSPgo:

Do que gostamos

Cabe no bolso

A Sony realmente levou a sério o conceito de portátil para desenvolver o PSPgo. O comprimento foi reduzido de 6,7 polegadas para 4,8 polegadas, enquanto a espessura baixou de quase uma polegada para apenas 0,6 polegada.

A Sony realmente levou a sério o conceito de portátil para desenvolver o PSPgo. O comprimento foi reduzido de 6,7 polegadas para 4,8 polegadas, enquanto a espessura baixou de quase uma polegada para apenas 0,6 polegada.

O resultado é um aparelho levíssimo, que pode sim (apesar de não recomendarmos) ser carregado no bolso. Se você ainda não acredita na redução drástica de tamanho e de peso, dê uma olhada nas fotos de comparação abaixo, realizadas com o PSP-1000 e com o PSP-2000.

Comparação de tamanhos

Três gerações diferentes

E não foi só o console que recebeu modificações: a fonte de alimentação agora é mais comprida, mas consideravelmente mais fina e conta com cabos completamente destacáveis, o que facilita o transporte e o armazenamento.

Imagens vibrantes!

A primeira coisa que você percebe ao ligar o PSPgo é o quanto a tela é nítida e repleta de cores. Ao contrário do PSP-3000 (que trazia uma saturação muito elevada de vermelhos), o novo modelo apresenta uma qualidade de imagem bem mais consistente, com as cores igualmente fortes e sem o problema de entrelaçamento de pixels.

Outro ponto importante da nova tela é o tempo de resposta, que aparentemente é bem mais baixo. Isso significa que você não verá o tradicional efeito de arrasto nos seus jogos (os borrões escuros que apareciam com as viradas bruscas de câmeras). A qualidade será a melhor possível.

Comparação lado a lado

Depois de alguns segundos, você perceberá como a pequena redução no tamanho da tela não atrapalha em nada a sua experiência nos jogos, sem contar que a resolução foi mantida intacta.

Mais recursos e espaço

Um dos principais atrativos do novo modelo é a memória interna de armazenamento (do tipo Flash), com 16 GB de espaço para você colocar vídeos, músicas e jogos. Se você achar isso insuficiente, é possível também comprar um cartão de expansão e adicionar outros 16 GB ao total.

Para tornar a vida dos usuários mais prática, a Sony embutiu no pacote o programa Media Go, para computadores, que permite que os jogos sejam baixados e armazenados onde realmente há espaço para eles. Quer trocar os jogos da biblioteca? Basta conectar o aparelho e realizar a troca.

PSP + PS3?

Para os que buscam mais conectividade, agora há uma antena de Bluetooth embutida. As possibilidades de conectividade ainda são escassas, mas uma delas é muito interessante: é possível configurar o Dual Shock 3 para controlar o PSPgo através de um PlayStation 3.

Esta habilidade, em conjunto com um cabo de saída de vídeo, é ótima para longas sessões de video game, acompanhadas de todo o conforto do seu sofá.

Dando uma pausa...

Outra novidade bem-vinda com esta edição do PSP é o recurso de pausa nos jogos. Ele é acessado pelo botão “PlayStation” (o substituto para o Home), e aparece logo acima da opção de sair do game. Quando acessado, ele fecha o jogo e o retorna para a XMB.

Mas o grande detalhe é que toda a sua partida é salva na memória, podendo ser restaurada no instante em que você bem entender. Isso livra seu PSP para outras tarefas, tais como tocar músicas, reproduzir vídeos e até mesmo acessar a internet (experiência que ainda está longe do ideal).

Apenas fique atento, pois o recurso só pode ser utilizado com um jogo de cada vez, isto é, se você pausar uma partida e tentar repetir a ação em outro jogo, o estado salvo será sobrescrito!

Agilidade total

Em nossos teste, a velocidade de download dos conteúdos por meio do Wi-Fi permaneceu praticamente a mesma em relação ao modelo 2000, entretanto, a instalação dos jogos foi bem mais rápida no PSPgo.

Não sabemos ao certo o que fez isso acontecer, mas imaginamos que a memória interna tenha uma velocidade de escrita e leitura superior à vista nos cartões de memória.

Detalhes mínimos

Alguns podem achar o recurso inútil, mas um relógio animado toma conta da tela sempre que ela é deslizada para baixo. Pressionando os botões L e R simultaneamente, você é levado a um calendário, que de quebra ainda ilumina a data do seu aniversário.

Do que não gostamos

Toda a biblioteca para o lixo

Jogos em UMD? Esqueça com o goEste subtítulo pode parecer um pouco drástico, mas não passa da mais pura realidade. O problema é que o PSPgo abandonou o drive de UMD, portanto quem já tinha jogos comprados no formato praticamente os perderá.

Por mais que muitos jogos já contem com versões para download (são mais de 225 de acordo com a Sony), alguns deles continuarão fora do alcance dos que optarem pela versão do console sem o drive para UMDs.

E pelas declarações da Sony, também não haverá nenhuma forma de trocar os discos UMDs adquiridos pelas suas versões digitais. Se você já possui uma biblioteca vasta de títulos, acabará jogando dinheiro fora com o PSPgo.

Formato apertado

Se por um lado você tem um dos menores consoles portáteis do mercado, do outro surge a necessidade de lidar com menos espaço de apoio para as mãos e para os dedos. Com o novo formato, os botões de ajustes de volume e brilho da tela foram empurrados para a parte de trás, em um ponto que não pode ser facilmente visualizado. Isso atrapalha durante as partidas e praticamente obriga você a pausá-las para apenas baixar o som.

E não foram somente os comandos de ajustes que sofreram com o reposicionamento: os botões L e R — apesar de contarem com pontos de pressão desde as laterais até o topo — não são mais tão acessíveis quanto costumavam ser.

Isto acontece porque os dedos indicadores ficam apertados pela tela, sem espaço para apoio. Com longas sessões de jogatina, principalmente em jogos como Motorstom: Artic Edge (que os utiliza para aceleração e freios), você provavelmente sentirá dores nas mãos. Seja sensato e tire uma folga se isso acontecer!

Adeus "Hadoukens"

Para muitos, os botões direcionais novos serão bem-vindos, já que passam uma sensação de precisão maior ao jogador (emitindo até mesmo um ligeiro “click” quando ativados), mas para nós há uma falha imperdoável com o novo desenho.

O que ocorre é que, por serem mais afundados no próprio corpo do console, os botões dificultam a execução de manobras rápidas que envolvem a troca súbita de direções e praticamente impossibilitam a execução de saltos diagonais em jogos de luta.

Mão na


As probabilidades de o seu personagem saltar somente para cima ou do seu dedão esbarrar na parte de cima do console (onde está a tela) são imensas...

Uma bateria para a vida toda

Assim como para os iPhones, uma das críticas direcionadas ao PSPgo é relativa ao fato da bateria nova ser interna, não possibilitando a troca de modo fácil como visto nos outros aparelhos da linha. Não tivemos problemas com o nosso equipamento, mas quem tiver não poderá simplesmente comprar uma bateria nova: terá que enviar o aparelho inteiro para a garantia.

Ressuscitando fantasmas

Se a introdução de memória de armazenamento embutida foi um enorme passo adiante para o sistema, infelizmente a mídia de expansão foi trocada do formato Memory Stick PRO Duo para o Memory Stick Micro (M2), geralmente mais caro (e mais escasso) nas lojas.

Quase um PlayStation 3

Se há algo que pode influenciar diretamente a escolha na hora da compra, é o preço. E, infelizmente, o PSPgo carrega em suas costas um preço sugerido de aproximadamente US$ 250,00, ou seja, US$ 50,00 a mais que o modelo 3000 e apenas US$ 50,00 a menos que um PlayStation 3 Slim.

Pela quantia pedida, bem que poderiam ter sido incluídos no pacote uma tela sensível ao toque e um segundo direcional analógico no lugar dos botões Start e Select. Quem sabe para o PSP 2?

Sem acessórios

E com a troca da porta USB para a de formato proprietário, os seus acessórios (tais como câmera e o GPS) tornam-se inúteis no novo console, a menos que seja utilizado um conversor da própria Sony. Isso significa apenas uma coisa: mais rombos no seu bolso.

Vale a pena?

Infelizmente, a resposta para esta pergunta depende de quais são as intenções do comprador. O PSPgo é sim um grande feito tecnológico, impressionante sob todos os ângulos. Ele é um dos menores portáteis já feitos, conta com um acabamento de fazer inveja para a concorrência e transpira tecnologia por todos os cantos.

Dezesseis gigabytes de espaço de armazenamento, mídia digital, conectividade com internet e Bluetooth, suporte para músicas, vídeos, Skype (com microfone embutido)... As possibilidades são vastas.

Uma pena que dependendo de quem for o consumidor em potencial, todas estas características desaparecerão perante a completa ausência do drive de UMD, o que inutiliza a coleção de quem já investiu nos jogos, como citamos acima. E sobre este enorme empecilho, ainda temos o custo bem mais elevado que o visto para as demais variantes do aparelho.

 Vale? Depende do que você quer

No fim das contas, se você já possui um PSP, a compra de um “go” dificilmente pode ser justificada, até mesmo porque os principais recursos e novidades de jogos (como os “minis”) são retrocompatíveis. Os controles dos modelos antigos também são bem mais confortáveis que os novos de um modo geral, além de mais precisos para jogos de luta e ação.

Agora, se você busca uma máquina extremamente portátil, com capacidade de armazenamento e qualidade de tela arrasadora — e se você se satisfaz com as ofertas da distribuição digital — o PSPgo passa a ser a escolha certa.

Cupons de desconto TecMundo: