Outubro chegou, e com ele a Sony introduziu no mercado um novo modelo de PSP. Ao contrário das anteriores, a versão “go” conta com construção em forma de “concha”: a tela cobre todos os botões (exatamente como o Mylo, um dos celulares da empresa), podendo ser deslizada para cima a qualquer instante.

Este sistema deslizante permite um acabamento de primeira, acompanhado de um tamanho total que chega a ser 43% menor do que o visto nos demais aparelhos da linha.

Além da diferença no formato, há outra discrepância crucial entre os modelos. O drive de UMDs não está mais presente no PSPgo, que foi feito exclusivamente para o formato de distribuição digital da Sony, através da PlayStation Network e do Media Go.

É justamente por este motivo que o console conviverá com as demais versões nas prateleiras das lojas, com apelo para setores diferentes do mercado (o que é motivo de polêmica no mundo todo). Mas antes de partirmos para as conclusões, vamos a uma tabela rápida de especificações dos modelos PSP-3000 e PSPgo:

Do que gostamos

Cabe no bolso

A Sony realmente levou a sério o conceito de portátil para desenvolver o PSPgo. O comprimento foi reduzido de 6,7 polegadas para 4,8 polegadas, enquanto a espessura baixou de quase uma polegada para apenas 0,6 polegada.

A Sony realmente levou a sério o conceito de portátil para desenvolver o PSPgo. O comprimento foi reduzido de 6,7 polegadas para 4,8 polegadas, enquanto a espessura baixou de quase uma polegada para apenas 0,6 polegada.

O resultado é um aparelho levíssimo, que pode sim (apesar de não recomendarmos) ser carregado no bolso. Se você ainda não acredita na redução drástica de tamanho e de peso, dê uma olhada nas fotos de comparação abaixo, realizadas com o PSP-1000 e com o PSP-2000.

Comparação de tamanhos

Três gerações diferentes

E não foi só o console que recebeu modificações: a fonte de alimentação agora é mais comprida, mas consideravelmente mais fina e conta com cabos completamente destacáveis, o que facilita o transporte e o armazenamento.

Imagens vibrantes!

A primeira coisa que você percebe ao ligar o PSPgo é o quanto a tela é nítida e repleta de cores. Ao contrário do PSP-3000 (que trazia uma saturação muito elevada de vermelhos), o novo modelo apresenta uma qualidade de imagem bem mais consistente, com as cores igualmente fortes e sem o problema de entrelaçamento de pixels.

Outro ponto importante da nova tela é o tempo de resposta, que aparentemente é bem mais baixo. Isso significa que você não verá o tradicional efeito de arrasto nos seus jogos (os borrões escuros que apareciam com as viradas bruscas de câmeras). A qualidade será a melhor possível.

Comparação lado a lado

Depois de alguns segundos, você perceberá como a pequena redução no tamanho da tela não atrapalha em nada a sua experiência nos jogos, sem contar que a resolução foi mantida intacta.

Mais recursos e espaço

Um dos principais atrativos do novo modelo é a memória interna de armazenamento (do tipo Flash), com 16 GB de espaço para você colocar vídeos, músicas e jogos. Se você achar isso insuficiente, é possível também comprar um cartão de expansão e adicionar outros 16 GB ao total.

Para tornar a vida dos usuários mais prática, a Sony embutiu no pacote o programa Media Go, para computadores, que permite que os jogos sejam baixados e armazenados onde realmente há espaço para eles. Quer trocar os jogos da biblioteca? Basta conectar o aparelho e realizar a troca.

PSP + PS3?

Para os que buscam mais conectividade, agora há uma antena de Bluetooth embutida. As possibilidades de conectividade ainda são escassas, mas uma delas é muito interessante: é possível configurar o Dual Shock 3 para controlar o PSPgo através de um PlayStation 3.

Esta habilidade, em conjunto com um cabo de saída de vídeo, é ótima para longas sessões de video game, acompanhadas de todo o conforto do seu sofá.

Dando uma pausa...

Outra novidade bem-vinda com esta edição do PSP é o recurso de pausa nos jogos. Ele é acessado pelo botão “PlayStation” (o substituto para o Home), e aparece logo acima da opção de sair do game. Quando acessado, ele fecha o jogo e o retorna para a XMB.

Mas o grande detalhe é que toda a sua partida é salva na memória, podendo ser restaurada no instante em que você bem entender. Isso livra seu PSP para outras tarefas, tais como tocar músicas, reproduzir vídeos e até mesmo acessar a internet (experiência que ainda está longe do ideal).