Parece que finalmente chegamos ao período em que as coisas lançadas na década de 90 são taxadas como "pré-históricas". É o caso do Windows 3.1, sistema operacional lançado em 1992 e que, para a surpresa de muita gente, foi a causa da paralisação recente do aeroporto Orly em Paris.

Isso porque o principal software utilizado pelos controladores de voo em situações climáticas adversas, o DECOR, roda no sistema e parou de funcionar subitamente e, sendo assim, o aeroporto não pôde operar com neblina. A equipe do aeroporto teve sérios problemas em entender a causa do problema, já que pouquíssimas pessoas dominam o Windows 3.1 e os softwares feitos para ele – e as que entendem já estão quase se aposentando.

#sddscampominado

"O grande problema de sistemas tão antigos é que as pessoas não gostam de fazer o serviço de manutenção. Além disso, estamos começando a perder a expertise para trabalhar com essas plataformas. Temos somente três especialistas que podem lidar com complicações no DECOR – uma delas vai se aposentar ano que vem, e não conseguimos ninguém para repô-la", explica Alexandre Fiacre, o secretário-geral do Sindicato dos Controladores Aéreos da França.

Fiacre também trabalha como engenheiro em sistemas de segurança para aviação e diz que a administradora do Orly, a Aéroports de Paris (ADP), também é responsável por outro conhecido aeroporto em Paris, o Charles de Gaulle. Assustadoramente, é sabido que os softwares utilizados em ambos rodam em quatro sistemas operacionais diferentes – incluindo UNIX e Windows XP –, todos datados entre 10 e 20 anos atrás.

O ministro dos transportes do país já comunicou que os sistemas serão atualizados até 2017, mas Fiacre não está convencido: ele diz que o mais cedo que isso pode acontecer é 2019, senão em 2021. Vamos torcer para que eles não "atualizem" o Windows 3.1 para o Windows ME.

Cupons de desconto TecMundo: