Você já deve ter tido problemas com programas que não funcionavam direito ou não eram executados por estarem bloqueados pelo firewall do Windows. Por questões de segurança, é sempre recomendado manter os aplicativos de proteção nativos do sistema em funcionamento.

O problema é que alguns programas simplesmente se negam a funcionar com o firewall ativado. Então, para que tudo seja executado sem problemas, é preciso fazer todo o processo de:abrir o Painel de Controle, procurar pela opção de configuração do firewall, desativá-lo e, depois que não for usar o aplicativo, ativar novamente o mecanismo de segurança. Ufa, quanta coisa.

Mas, para facilitar a vida de todos, é possível adicionar uma opção para ativar e outra para desativar o firewall do Windows, bem ao alcance do mouse. Com apenas um clique você consegue erguer as defesas do computador, ou deixá-lo um pouco mais vulnerável pelo tempo que desejar.

Siga o passo-a-passo logo abaixo para criar estes atalhos sem problema! Vamos lá então?

ATIVANDO

Criando um atalhoPrimeiro passo: criando um atalho

A primeira coisa que deve ser feita é a criação de um atalho na Área de Trabalho para os comandos. Para isso, clique com o botão direito do mouse em qualquer lugar de seu Desktop, escolha a opção “Novo” e em seguida clique em “Atalho”. Aguarde um pouco até que uma nova janela se abra.

Segundo passo: inserindo comando

A nova tela exibida permite que você adicione atalhos não só para comandos do Windows como também para sites, pastas, etc. No campo “Linha de comando” digite o comando a seguir:

“netsh firewall set opmode enable”.

Para concluir o processo, clique em “Avançar >”. Na tela seguinte, coloque o nome pelo qual você conseguirá identificar a funcionalidade do atalho criado. Finalmente, pressione o botão “Concluir” a fim de finalizar a tarefa.

Digite o atalho no campo apropriado

 

DESATIVANDO

Para facilitar a desativação do firewall, repita os dois passos descritos acima, mas troque o comando citado por:

“netsh firewall set opmode disable”.

Lembre-se também que é preciso dar nomes distintos para os atalho criados, caso contrário o sistema mostrará uma mensagem de erro e finaliza a atividade sem que ela tenha sido concluída.

Troque o comando para criar um atalho de desativação

Muito simples de fazer, não?! Espero que tenham gostado e que isto ajude vocês a poupar alguns minutos e cliques na hora de desativar o serviço de firewall do Windows. Até a próxima!

Cupons de desconto TecMundo: