(Fonte da imagem: Divulgação/F-Secure)

O mês de junho foi marcado pela descoberta de 100 novas ameaças para o Windows, de acordo com o recente levantamento feito pela F-Secure. A empresa detectou falhas no software que comprometem a segurança dos dados dos usuários, expondo milhares de empresas a possíveis ataques.

Segundo a F-Secure, os cibercriminosos usam duas formas para tentar se infiltrar nas redes corporativas: enviam emails com anexos maliciosos feitos sob medida para atrair a vítima ou comprometem sites que os colaboradores da empresa costumam visitar. A partir dessas ações, os criminosos exploram as vulnerabilidades em softwares instalados nas máquinas das vítimas, para obter acesso ao computador e infectá-lo com malwares que espionam e roubam os dados dos usuários.

Ainda segundo a empresa, cerca de 80% dos malwares mais comuns poderiam ser evitados com atualização de softwares. "É difícil passar uma semana sem ouvirmos sobre um novo vazamento de dados", diz Mikko Parkkola, gerente de produto da F-Secure.

"A melhor defesa é uma abordagem em duas frentes. Para consertar as vulnerabilidades que já são conhecidas e foram corrigidas pelos fornecedores, as empresas precisam manter seus softwares atualizados. E para protegê-los contra os novos malwares que exploram essas vulnerabilidades, mas que ainda são desconhecidos, as companhias precisam de uma proteção contra ataques baseados em comportamento e que sejam proativos", complementa o executivo.

Client Security Premium

Para combater os novos ataques, a F-Secure desenvolveu o Client Security Premium, uma plataforma de correção de falhas para softwares que restaura a segurança dos dados e fornece uma cobertura reforçada para falhas recém-descobertas e também as que ainda não foram detectadas.

Cupons de desconto TecMundo: