Tami Reller, diretora da divisão do Windows. (Fonte da imagem: Reprodução/Canaltech)

Depois de 100 dias do lançamento do Windows 8, a Microsoft já pode avaliar se o seu sistema começou com o pé direito ou não. Dessa vez, quem falou pela companhia foi a diretora financeira da divisão do Windows, Tami Reller, em uma entrevista para o pessoal do site The Verge.

Nesta conversa, Reller afirmou que o Windows 8 teve um começo de vendas bastante sólido, o que é ótimo para a Microsoft. O novo sistema já está presente em 60 milhões de máquinas diferentes — e esse número diz respeito apenas aos computadores que têm uma chave oficial, de modo que a quantidade de adeptos pode ser maior.

Esse número é grande e mostra que a oitava versão do Windows conseguiu uma estreia bastante parecida com a da sua edição antecessora. Contudo, a Microsoft ainda tem alguns pontos para melhorar para aumentar ainda mais a abrangência do seu novo software.

Nem tudo está tão bom assim...

Para começar, o lançamento do Windows 8 não foi tão rentável quanto o da sétima versão, pois, desta vez, a Microsoft cobrou um preço baixo pela atualização de software. Apesar de isso parecer algo ruim, não é esse o fato que anda preocupando a direção da companhia.

O pior é que o novo sistema foi lançado em um momento em que as vendas de computadores estão baixas. Além disso, a demanda por dispositivos com tela sensíveis ao toque é maior do que a capacidade de entrega da empresa, fato que também prejudicou as vendas e a “disseminação” do sistema operacional.

Começando a resolver os problemas

Surface RT, um dos tablets da Microsoft. (Fonte da imagem: Reprodução/Engadget)

Mesmo com esses empecilhos, Reller afirmou que a Microsoft está trabalhando para melhorar a sua presença no mercado, principalmente no segmento de produtos móveis. Em primeiro lugar, a empresa está começando a vender os seus tablets em mais países, o que aumenta a abrangência do Windows 8.

Outra iniciativa é o crescimento da família de tablets. Já que os dois primeiros aparelhos da companhia parecem não ter agradado a grande parte do público comprador, eles estão se empenhando para trazer outras novidades em breve.

A parte boa é que a maioria dos usuários do sistema da Microsoft conseguiu se adaptar com sucesso às novas características do software, como a ausência do botão Iniciar. Por conta disso, a empresa não precisa realizar nenhuma “reforma” gritante no seu sistema.

O que isso quer dizer?

De acordo com as informações divulgadas por Reller, é possível concluir que o Windows 8 realmente começou com o pé direito, mas ele ainda tem muito o que provar. Por outro lado, a empresa responsável pelo software sabe disso, de maneira que podemos esperar boas novidades em um futuro bastante próximo.

Cupons de desconto TecMundo: