Controlar toda e qualquer interface sem encostar em nada. Falando assim, até parece que estamos descrevendo algum dispositivo retirado de algum filme de ficção científica, mas é a proposta de uma empresa norueguesa para os próximos anos. Acreditando no potencial do Windows 8, a Elliptic Labs quer que você dê adeus ao seu mouse e até mesmo às touchscreens. Para eles, o futuro está nos gestos.

Tanto que a companhia revelou nesta semana algumas das ferramentas que as fabricantes poderão aplicar em seus produtos para viabilizar a tecnologia. Até o momento, não há nenhuma parceria concreta, o que faz com que ainda não haja uma previsão de quando teremos o primeiro dispositivo sendo controlado por comandos gestuais, mas os passos iniciais já foram dados — e de maneira muito diferente do que foi feito até agora.

Além disso, a escolha do Windows 8 como plataforma de trabalho para o recurso é a mais lógica, principalmente graças à nova interface do sistema. Com ícones grandes e bem semelhante ao que o Xbox 360 já oferece, navegar entre as telas e selecionar os itens desejados parecem coisas fáceis e bem intuitivas de serem feitas.

Muito mais que o Kinect

Quando falamos em controles por gestos, o Kinect é a primeira coisa que nos vem à mente. Também pudera, já que o acessório da Microsoft foi o primeiro a tornar esse sonho futurista em realidade. No entanto, a novidade da Elliptic segue por um caminho totalmente diferente daquele que os donos do Xbox 360 já experimentaram.

Ampliar

Em vez de usar câmeras, a nova tecnologia se aproveita de sensores ultrassônicos para fazer com que o movimento seja identificado e transformado em uma ação na tela de seu Windows 8. Para isso, a única exigência é que os aparelhos possuam múltiplos microfones embutidos.

Essa nova forma de “captura” parece ser bem promissora, como o próprio o diretor de produto da Elliptic garante. Para Morham Kjolebakken, a utilização do som no lugar da imagem torna a aplicação da tecnologia muito mais simples, seja por conta de seu alcance mais abrangente e preciso — principalmente por não exigir um foco de luz — ou por conta de sua resposta muito acima do tradicional.

Resultados em breve

De acordo com Kjolebakken, a Elliptic está em busca de parcerias para tornar essa tecnologia realidade. Ainda que a companhia esteja em processo inicial de negociação com outras empresas, a previsão é de que os primeiros aparelhos com o controle gestual ultrassônico apareçam até o início de 2014.

Além disso, o diretor de produtos afirma que duvida que a novidade seja algo popular e massificado, principalmente por conta das exigências para a criação de algo extremamente preciso — como mais microfones do que o apresentado nesse projeto inicial e outros componentes para tornar a captura mais detalhada —, o que tornaria tudo muito mais caro.

Em compensação, ele afirma que vê a tecnologia sendo muito bem aplicado em breve em smartphones, tablets e até mesmo em carros. Será?

Cupons de desconto TecMundo: