Surface deve explorar todos os recursos do Windows RT (Fonte da imagem: Divulgação/Microsoft)

Além do Microsoft Surface, a verdade é que sabemos muito pouco sobre quais outros aparelhos devem chegar às lojas com o novo Windows RT, a versão móvel do Windows 8. E, segundo alguns sites, como o The Verge e o China Times, há uma boa razão para isso.

 

De acordo com as páginas, a Microsoft estaria controlando com mãos de ferro quem serão os fabricantes das primeiras versões de tablets que já virão de fábrica com o novo sistema operacional da empresa praticamente junto com o seu lançamento oficial.

Inclusive, a publicação chinesa cita que as maiores companhias que trabalham com processadores ARM, como NVIDIA, Qualcomm e Texas Instruments, foram instruídas pela Microsoft a encontrar somente duas parceiras para a criação dos aparelhos. Assim, NVIDIA escolheu a Asus e a Lenovo, a Qualcomm fez parceria com a Samsung (e deve fechar com a Dell) e a Texas Instruments firmou a sua produção com a Toshiba.

Vale lembrar que os fabricantes já têm reclamado de algumas politicas da companhia, como o preço do Windows RT, que estaria encarecendo bastante os tablets. A empresa estaria cobrando cerca de 85 dólares por licença, algo em torno de 174 reais no câmbio atual.

E não acaba por aí. Segundo os sites, esse controle deve aumentar ainda mais em janeiro. Especula-se que, a partir do ano que vem, a Microsoft deve endurecer ainda mais o jogo, restringindo o lançamento de novos aparelhos de forma ainda mais dura.

Isto pode ser uma inteligente ferramenta da companhia para realizar uma espécie de controle de qualidade, tudo para manter um alto padrão nos aparelhos que vierem com o Windows RT. Em contrapartida, alguns fabricantes podem entender que a empresa está somente criando mecanismos para dificultar a concorrência com o seu Surface. O que você acha?

Unwired View, The Verge e China Times

Cupons de desconto TecMundo: