O New Technology File System (NTFS) foi desenvolvido pela Microsoft para ser o sistema de arquivos padrão do Windows NT, uma família de sistemas operacionais lançados pela gigante de Redmond em julho de 1993.

Como o objetivo do Windows NT era conquistar uma fatia do mercado de sistemas direcionados a servidores, a Microsoft teve que trocar o sistema de arquivos antigo, o FAT, para um que fosse capaz de restringir o acesso a arquivos por certos usuários e que evitasse que os dados fossem corrompidos ao ser desligado abruptamente, como no caso de uma queda de luz, por exemplo.

Desde então o NTFS foi adotado para todos os sistemas derivados do NT: Windows 2000, Windows XP, Windows Server 2003, Windows Server 2008, Windows Vista e Windows 7.

Uma função do NTFS que muitas vezes passa despercebida pelos usuários é a opção de compactar pastas e arquivos. Habilitando esse recurso os seus arquivos passam a ocupar menos espaço em disco e, diferente de métodos de compressão como o ZIP e RAR, os arquivos continuam a ser acessados normalmente, já que a descompactação dos dados é transparente para o usuário.

A desvantagem é que com isso você pode notar uma queda no desempenho, principalmente se você compactar arquivos grandes ou usados com muita frequência. Isso se deve ao fato de que o Windows terá que descompactar os arquivos quando você for usá-los e recompactar quando você terminar.

Por isso, não é recomendado que você comprima arquivos ou pastas essenciais para o funcionamento do sistema. Note também que os arquivos são descompactados antes de serem transferidos através de uma rede, portanto esse recurso não terá efeito algum sobre a largura de banda.

Libere mais espaço em disco

Para habilitar o recurso de compactação de arquivos, abra o Windows Explorer, clique com o botão direito em cima do arquivo ou pasta que você deseja compactar e escolha a opção “Propriedades”. Na aba “Geral”, você pode conferir o tamanho do arquivo e qual é o espaço ocupado por ele em disco:

Propriedades da pasta selecionada

Clique no botão “Avançados...” e, na nova janela, selecione a opção “Compactar o conteúdo para economizar espaço em disco”:

Habilite a compactação de arquivos

Clique em “OK” para retornar à janela anterior. Caso você tenha habilitado a compactação para uma pasta, é necessário também confirmar se você deseja compactar também todas as subpastas que possam existir dentro dela. Essa confirmação é feita ao clicar no botão “Aplicar”:

Confirme se a compactação deve afetar as subpastas

Depois de aplicadas as modificações, você pode conferir o novo tamanho do arquivo através da opção “Propriedades”, clicando com o botão direito em cima dele.

Destaque-se dos demais

Para que você não precise verificar as propriedades de cada arquivo para descobrir se está comprimido ou não, o sistema destaca esse tipo de arquivo dos demais:

A pasta compactada fica destacada das demais

Caso seja necessário, você também pode fazer essa configuração manualmente. Para isso, execute o Painel de Controle através do Menu Iniciar e depois acesse Aparência e temas > Opções de pasta:

Opções de pastas

Na seção “Configurações avançadas”, da aba “Modo de exibição”, habilite a opção “Exibir arquivos NTFS criptografados ou compactados em cores”. Não se esqueça de clicar nos botões “Aplicar” e “OK” para que a alteração seja efetivada.

Cupons de desconto TecMundo: