Todas as versões do sistema operacional da Microsoft vêm sempre cheias de recursos e programas adicionais. Alguns deles são muito pouco usados, pelo fato de estarem escondidos, ou simplesmente porque não possuem funções suficientes para satisfazerem a maioria dos usuários. Os programas WordPad e Paint são bons exemplos simples e úteis, que poderiam ser mais utilizados se tivessem uma quantidade maior de funcionalidades e recursos. No Windows 7, eles ganharam cara nova e foram reformulados para atenderam às necessidades simples do seu dia a dia.

WordPad

Nas versões anteriores do sistema operacional, o WordPad não tinha recursos que justificassem sua utilização, já que praticamente todo computador que possui Windows instalado, também tem o Microsoft Office Word. Entretanto, com as novas mudanças, o programa é uma bela opção para edição de documentos simples, já que, além de ser leve e ter uma execução rápida, ele recebeu inovações que aumentaram sua flexibilidade.

Nova interface do WordPad.

A começar pela sua interface, já é possível notar diversas diferenças do WordPad em relação aos seus predecessores. A janela do programa foi redesenhada e recebeu o visual padrão do Microsoft Office 2007, que tende a ser mantido em futuras versões, como o Office 2010. O "Ribbon", como é denominado o sistema de abas — diferente do antigo sistema de menus — foi incorporado ao programa, conferindo uma facilidade ainda maior para usar algo que já era simples.

As ferramentas estão dispostas de forma que a intuição do usuário seja capaz de encontrar qualquer recurso. A barra de acesso rápido é um dos destaques, pois permite que você adicione os comandos que mais utiliza, de forma rápida e fácil. Ela está localizada logo acima da régua, onde estão também os botões de salvamento rápido, desfazer e refazer. Para adicionar botões à esta barra, basta que você clique com o botão direito do mouse no comando desejado e, no menu que se abre, clicar na opção "Adicionar à Barra de Ferramentas de Acesso Rápido". Isso fará com que um pequeno botão apareça na barra.

Adicionando botões à Barra de Início Rápido.

Não é sempre que a Microsoft resolve incluir em seus programas a compatibilidade com concorrentes. Finalmente, na versão do WordPad inclusa no Windows 7 é capaz de ler e salvar no formato ODT, que é padrão dos documentos de pacotes gratuitos como OpenOffice.org ou BROffice.org. Isso faz com que a utilidade do WordPad seja maior do que nas versões antigas.

Novos formatos suportados.

Paint

O Paint teve uma reformatação similar à do WordPad. Sua interface também está com o estilo "Ribbon", mantendo o padrão estabelecido pelo Office 2007. Funções que antes eram pouco usadas — até porque era difícil saber o que elas faziam sem precisar testá-las na prática —, agora estão mais intuitivas, pois contêm imagens para facilitar a identificação do que elas fazem. Um exemplo é o menu de Pincéis, que agora possui imagens que ilustram os tipos de pincéis e o tipo de traço que eles produzem.

Nova interface do Paint.

Assim como o WordPad, o Paint também permite que você adicione ícones à Barra de Ferramentas de Acesso Rápido. Porém, isso não faz muito sentido, já que o botão criado é menor e a barra está posicionada na Barra de Título do programa.

Os novos pincéis são o destaque do novo Paint. Além dos já tradicionais, foram incluídos pincéis novos, com traçados mais interessantes e com resolução maior do que os antigos. Entretanto, a Microsoft continua errando em não incluir a facilidade que o Paint do Windows 95 possuía e que foi retirada em versões posteriores: para aumentar ou reduzir o tamanho do pincel, bastava pressionar as teclas de adição (+) ou subtração (-) para que o pincel aumentasse ou diminuísse largura.

Novos pincéis.

De qualquer forma, o Paint ainda é uma boa opção para fazer desenhos simples, ou mesmo para quem gosta de tirar fotos digitais e precisa somente de um programa capaz de redimensionar e girar as imagens. Nas versões anteriores, era possível fazer isso, mas o método não era muito inteligente. Agora, com dois simples botões, você pode deixar sua imagem na orientação correta, além de reduzir seu tamanho para economizar espaço em disco ou enviá-la por email, sites de relacionamento, etc.

Diferente das versões anteriores, o formato padrão que o Paint salva não é mais o BMP, e sim o PNG, que é melhor e ainda permite que o usuário crie imagens com áreas transparentes, muito úteis para publicação na web. Os Paints antigos também eram incompetentes na hora de codificar uma imagem no formato JPG, pois havia uma perda grande de qualidade. Na versão do Windows 7, isso foi corrigido.

E você, costuma usar o Paint ou o WordPad para suas tarefas do dia a dia? Compartilhe conosco as suas experiências e ideias, pois há usuários que podem não conhecer ainda o potencial que ambos os programas oferecem.

Cupons de desconto TecMundo: