O iPhone surgiu com conceitos que inovaram o mundo dos smartphones, acrescentando uma tela touchscreen com multitoque, interface amigável e muitos aplicativos. Isso foi tão bem aceito pelo mercado que várias outras empresas começaram a investir da mesma forma no ramo, trazendo produtos bastante semelhantes.

Quando a Microsoft começou a falar de seu Zune HD, com tela touchscreen, todos já consideraram que o “player multimídia” seria, com certeza, o concorrente direto do iPhone. Mas como isso seria possível, já que o aparelho não era nenhum celular, e nem ofereceria jogos e aplicativos como o famoso aparelho da Apple? Ou seja, ele era, no máximo, um concorrente do iPod Touch.

Mas, tudo mudou quando a Microsoft apareceu com novidades para o seu Zune HD, apresentando um comercial mostrando que o aparelho teria rádio, músicas e vídeos em alta definição que, através do Xbox, podem ser reproduzidos na televisão. E, além de tudo, ainda acrescentou que o aparelho teria jogos em 3D, ao nível do iPhone (ou até melhor).

A diferença é que o preço anunciado para o lançamento do Zune é muito abaixo do que o do iPod Touch, o que gera uma boa competição. Só que ninguém esperava por uma grande surpresa: a Microsoft realmente vai lançar o seu próprio smartphone.

O smartphone da Microsoft


Rumores de um smartphone feito pela Microsoft começaram já há alguns meses. O chamado “Project Pink” (ou Projeto Pink), já veio com uma suposta data: 2010. A única informação encontrada a respeito do novo aparelho era de que poderia ser não exatamente uma espécie de Zune Phone, mas de que o sistema do Zune seria adaptado para um novo Windows Mobile (ou algo parecido).

Porém, as informações que eram limitadas, de repente vazaram e acabaram se expandindo muito mais, fazendo com que até mesmo possamos ver imagens dos novos aparelhos do Project Pink da Microsoft: o Turtle e o Pure (clique na imagem abaixo para ampliar).

O design dos aparelhos não é tão inovador assim.

                                   (Crédito: Gizmodo)                                       

Há pouco tempo atrás, a Microsoft comprou uma empresa chamada Danger, a qual usava uma interface que se chamava Sidekick em seu celular, desenvolvida pela Sharp. E, assim, a Microsoft fez uma união com a Sharp para o desenvolvimento dos celulares, utilizando o Sidekick em sua interface. Ou seja, é provável que a interface dele acabe sendo muito parecida com o Danger Sidekick (da imagem abaixo).

Será que o smartphone da Microsoft será como o Danger Sidekick?

 

Design do aparelho


Assim como o iPhone e outros aparelhos, é possível perceber que o design do aparelho é arredondado nas bordas e na maioria dos elementos, incluindo os botões principais e do teclado. Isso dá um visual mais “descolado” ao aparelho, dando a entender que o público destinado é jovem.

Quanto ao material, pelas fotos é perceptível que será algo semelhante ao iPhone, nada muito diferente. O modelo Pure lembra bastante celulares como o LG Messenger GT360, com seu slider e teclado cheio de botões redondos, além do N97 e o iPhone (o único desses que não trás um teclado deslizante).

Comparação com o LG Messenger GT360 e o Nokia N97.

                                   (Crédito: Gizmodo)                                       

 

Afinal, o que podemos esperar desse smartphone?

Como os rumores vieram da evolução do sistema do Zune, com certeza podemos esperar o player como parte integrante dos celulares da Microsoft. Ou seja, é provável que o celular contará, ao menos, com um player de vídeos em alta definição e jogos em 3D. E, por que não, uma loja de aplicativos, como a AppStore do iPhone?

Mesmo com várias semelhanças ao aparelho da Apple, a Microsoft afirma que a intenção não é concorrer com aparelhos como o iPhone. A intenção é oferecer aos consumidores novidades e experiências diferentes.

Ao pensar nos recursos, não é difícil pensar em uma prática conexão do aparelho aos serviços da Microsoft — ou melhor, da Live. Seria muito bom um celular que tivesse fácil ligação com o seu computador, o Xbox e todos os serviços de Internet. Carregar documentos do Microsoft Office, por exemplo, também seria prático, com tudo ligado diretamente no celular. E até mesmo o gerenciamento de conteúdo, através do próprio Windows seria muito bom.

Resta aguardar por novidades do aparelho, que não devem demorar para aparecer. Com certeza, se o celular tiver boa parte dos recursos que esperamos, ele será objeto de desejo para muitas pessoas. Mas, lembre-se, nada nesse artigo é 100% confirmado, já que não se trata ainda de um anúncio da Microsoft. Também não há nem datas de lançamento nem preços confirmados.

Cupons de desconto TecMundo: