(Fonte da imagem: OnLivespot)

Quando a OnLive anunciou em janeiro a tecnologia que transporta o Windows 7 para o iPad via um único aplicativo de computação em nuvem, uma questão foi imediatamente lançada: isso não é ilegal? Afinal, trata-se de uma empresa diferente da Microsoft trazendo o sistema operacional para outra máquina sem um licenciamento adequado. Meses depois, veio a resposta.

Em uma postagem em um dos blogs oficiais da empresa, o vice-presidente de licenciamentos, Joe Metz, explicou como funcionam as regras da Microsoft para casos como esse. É preciso existir um acordo entre a dona do sistema operacional e a outra companhia. A lista de exigências inclui, por exemplo, que aplicativos como o Office não podem ser oferecidos fora do Windows, caso que ocorre com o OnLive Desktop.

Ainda de acordo com Metz, o caso dos tablets é bastante específico, mas a ideia é negociar com a fabricante e trazer o produto para a legalidade da maneira mais pacífica possível. Já a OnLive afirmou que está dentro de qualquer política imposta pela Microsoft. O aplicativo ainda não tem previsão de lançamento.

Cupons de desconto TecMundo: