Se você é uma das milhões de pessoas que já se renderam ao novo sistema operacional da Microsoft que vem fazendo um sucesso estrondoso, talvez já tenha se assustado com o processo “System”, que ocupa uma quantidade fora do comum de memória RAM, sobrecarregando muitas vezes mais de 1 GB.

Para entender o porquê disso acontecer no Windows 10, precisamos primeiro saber como o processo funcionava nas versões anteriores do sistema operacional. Tudo que está em funcionamento no computador ocupa memória RAM. Conforme você vai usando mais e mais coisas e essa memória fica sobrecarregada, e o sistema automaticamente passa a armazenar dados no próprio HD – um recurso chamado paginação.

O lado ruim desse funcionamento é que quando é necessário acessar novamente os dados contidos na paginação, tudo fica mais demorado, pois o funcionamento do HD é muito mais lento que da memória RAM.

Compactando processos abertos

Já o novo Windows 10 age de forma diferente quando a memória RAM do computador fica muito cheia. Em vez de fazer a paginação e armazenar informações no HD, ele passa a comprimir os dados para economizar a memória de acesso randômico, assim como um arquivo ZIP faz com seu conteúdo. Como o recurso de paginação não é mais utilizado, tudo acaba ficando apenas na memória RAM mesmo, eventualmente sobrecarregando-a.

Se isso está atrapalhando o desempenho de sua máquina, as únicas saídas são aumentar a memória RAM do seu dispositivo ou encerrar os processos que estiverem abertos sem necessidade para economizar o espaço utilizado.

Caso isso não esteja fazendo seu computador ficar mais lento, não há nenhum problema, afinal, memória RAM é para ser usada. Porém, se isso está atrapalhando o desempenho de sua máquina, as únicas saídas são aumentar a memória RAM do seu dispositivo ou encerrar os processos que estiverem abertos sem necessidade para economizar o espaço utilizado.

Seu Windows 10 tem ocupado muito da sua memória RAM? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: