O Windows 10, o último sistema operacional da Microsoft, tem recebido bastante atenção na questão dos updates. O SO recebe atualizações constantes não só com correções gerais, mas também com novos recursos e possibilidades que alimentam o ecossistema Windows.

Embora isso seja algo positivo para os usuários, o fato é que, na maioria dos computadores, as atualizações do Windows 10 demoram muito tempo para instalar, e isso tem feito com que a dona do Windows receba muitas críticas de pessoas que ficaram com seus PCs parados por até uma hora enquanto eles atualizavam.

Ciente desse inconveniente, a Microsoft desenvolveu um projeto chamado Unified Update Platform (UUP), que tem por objetivo reduzir o tamanho dos updates e, portanto, acelerar o processo de instalação. Em suma, as atualizações serão segmentadas em mais arquivos, e o computador do cliente vai baixar somente aqueles itens necessários conforme a versão do SO. Isso deve fazer com que a quantidade de dados transferida seja reduzida em até 35%.

Essa nova estratégia também deve beneficiar os smartphones e tablets que rodam Windows 10 Mobile, incluindo aqueles que estão um pouco desatualizados. É importante destacar que, para o usuário final, não haverá nenhuma mudança na forma como as atualizações ocorrem – tirando o fato de que elas serão processadas mais rapidamente.