Alguns anos atrás, Steve Ballmer (o ex-CEO da Microsoft) começou uma conferência de desenvolvimento de uma maneira bem entusiasma: “DEVELOPERS! DEVELOPERS! DEVELOPERS! DEVELOPERS!”. Hoje, vários anos depois, a Microsoft volta a agradar os programadores com uma novidade que pode fazer até mesmo os maiores defensores do Linux ficarem de olho no Windows.

Isso porque a empresa anunciou a chegada de um suporte bem legal para os desenvolvedores. Trata-se da chegada do Bash aos computadores com Windows 10 — permitindo, pela primeira vez, que os desenvolvedores rodem códigos diretamente por uma interface de linhas de comando, não sendo necessário mais ativar máquinas virtuais para o aproveitamento do recurso.

Kevin Gallo deixou bem claro: “Não se trata de uma máquina virtual. Não são ferramentas de compilação cruzada. É nativo!”. Ele disse isso pouco antes de afirmar que a novidade foi criada em parceria com a Canonical — responsável pelo Ubuntu —, sendo que a ferramenta vai estar disponível para o download diretamente pela Windows Store.

Caso você não saiba, o Bash é uma ferramenta de linhas de comando criada para plataformas baseadas na interface Unix — como o OS X da Apple ou as distribuições Linux. Esse é mais um passo da Microsoft em direção ao coração dos desenvolvedores menos abertos ao Windows, lembrando que a empresa já havia tomado ações similares ao abrir o framework .NET e também ao lançar o Visual Studio Code como plataforma open source.

Você já sentiu falta de linhas de comando no Windows? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: