Neste domingo (14), a Petrobras confirmou que o perfil de Paulo Roberto Costa, o ex-diretor da estatal, na Wikipédia, foi alterado a partir de um dos computadores da sede empresa.

Na modificação, Costa, que foi preso durante as investigações da Operação Lava Jato, é apresentado como “cria do governo tucano”, de Fernando Henrique Cardoso.
Além disso, o artigo passou a informar que ele foi demitido “com aprovação da presidente Dilma Roussef" por estar “muito soltinho”.

Petrobras rastreia o computador

A assessoria de imprensa da Petrobras afirmou em nota que setor de tecnologia da informação já está rastreando todos os pontos com acessos à internet para identificar a máquina em que o texto foi rescrito.

A alternação foi realizada às 16h16 de sábado pelo endereço IP 164.85.6.3. O texto ficou online por seis minutos, até ser restaurado pelo usuário Guilhermebr1, que justificou afirmando que houve "edição tendenciosa a partir da rede da Petrobras”.

Cupons de desconto TecMundo: