Imagem meramente ilustrativa (Fonte da imagem: Reprodução/Best Daily Posts)

Para aqueles com mais de 20 ou 30 anos, é fácil relembrar das saudosas enciclopédias, muito comuns em bibliotecas pessoais ou em casas de famílias de classe média até meados dos anos 90. Essas caras coleções ocupavam uma ou duas seções nas estantes e eram frequentemente folheadas por curiosos e estudantes. A prática, entretanto, acabou caindo em desuso graças ao advento de um fenômeno bem familiar a todos nós: a internet.

Com a chegada da web, as residências abandonaram o uso das prateleiras cheias de livros pesados de enciclopédia e aderiram a múltiplos dispositivos conectados à rede e com os quais conseguem fazer a pesquisa de um assunto em apenas alguns segundos — através do Google ou por meio daquilo que seria a versão digital mais próxima do que outrora foram as populares Barsa ou Larousse, a Wikipédia.

Porém, com todos os bilhões de dados que possui a enciclopédia livre mais popular da internet, surge a pergunta: se a Wikipédia fosse totalmente impressa, quantas páginas ela teria? O site NPR respondeu à pergunta e o resultado é bastante impressionante.

Haja papel...

De acordo com as informações que eles publicaram, o número é de 1 milhão de páginas. Isso mesmo, seria preciso 1 milhão de páginas para imprimir o conteúdo da Wikipédia do início até o final. A ideia de mensurar esse valor surgiu de uma iniciativa alemã chamada PediaPress, que está arrecadando dinheiro para tentar fazer justamente isto: imprimir todos os artigos do site.

As mais de 1 milhão de páginas seriam divididas em mil volumes de 1.200 páginas cada. Para armazenar todos esses livros, seriam necessários quase 80 metros de espaço de estante. Apenas para referência, a última edição em inglês da Enciclopédia Britannica foi distribuída em 32 volumes e 32.640 páginas. 

Cupons de desconto TecMundo: