Wii U, o novo console da Nintendo, não está a salvo de problemas. (Fonte da imagem: Divulgação/Nintendo)

O Wii U finalmente chegou às lojas dos Estados Unidos na metade do mês de novembro de 2012 e promete muitas vendas para o final de ano. Apesar da desconfiança de alguns especialistas sobre o quanto de combustível o novo console da Nintendo realmente tem para queimar no próximo ano, por enquanto ele não deve encontrar problemas para dar uma ótima largada.

Contudo, como normalmente acontece após qualquer grande lançamento, a lista de problemas relatada por compradores de Wii U frustrados já conta com alguns itens bem significativos. Além de questões técnicas, como bateria do GamePad e navegação mais lenta do que o esperado pelo sistema operacional, há ainda questões mais graves, como console inutilizado depois de uma atualização interrompida.

Os relatos de quem adquiriu um Wii U e passou por algum percalço começaram a pipocar na internet e nós preparamos uma lista com os cinco mais significativos. Confira!

Atualização e quebra

A prática de atualizar firmware pela internet está mais do que consolidada na geração atual de consoles, o que não significa que uma grande atualização logo na primeira vez em que você liga o aparelho seja algo comum.

Muita gente relatou uma atualização inicial de 5 GB do Wii U, mas a Eurogamer revelou posteriormente que o pacote baixado via internet era de cerca de 1 GB (o que, convenhamos, também não é pouca coisa). Com os servidores da Nintendo sobrecarregados pelo grande número de pessoas querendo baixar, o resultado foi uma grande demora.

Wii U (Fonte da imagem: Divulgação/Nintendo)

Como se tudo isso já não fosse o suficiente, algumas pessoas relataram um problema grave: a interrupção da atualização, seja por queda de energia ou por qualquer outro motivo, ocasionou na quebra do aparelho, tornando-o inutilizável.

Obviamente, não é recomendado desligar o aparelho, seja ele qual for, durante um processo de instalação, mas, nesse caso, se encontram dois problemas.

Primeiro, conforme o jornalista do LA Times Ben Fritz, não havia qualquer nota alertando para que o console não fosse desligado durante o processo, nem mesmo um botão “cancelar”. Segundo, o fato de uma grande atualização ser necessária para ativar as funções de online do console logo na primeira vez em que ele é ligado demonstra um certo despreparo da Nintendo.

Miiverse: fora do ar e hack acidental

A rede social Miiverse, embutida no Wii U, também não passou ilesa de problemas dias após o seu lançamento. Além de falhas que a mantiveram fora do ar por algumas horas na semana passada, a rede sofreu com um hack “acidental”.

Tela de administração do Wii U, acessada "acidentalmente". (Fonte da imagem: Reprodução/NeoGAF)

Um usuário do fórum NeoGAF conhecido como apenas como Trick  publicou uma imagem do que seria a tela de administração da rede. Segundo conta, ele apenas teria pressionado o botão “X” depois de posicionar o cursor sobre o botão sair, o que o levou até o menu de depuração do console.

Após a desconfiança geral de que tudo não passava de uma brincadeira, a própria Nintendo confirmou o fato. “Chegou ao nosso conhecimento que algumas pessoas foram capazes de acessar um menu de teste no Miiverse após o lançamento do Wii U nos EUA. Por favor, note que este foi apenas um menu de teste e ele já foi removido”, afirmou um comunicado da companhia.

Problemas físicos

Além das questões envolvendo o software, a parte física do aparelho também foi alvo de críticas e reclamações. Segundo o jornal britânico The Guardian, algumas pessoas relataram problemas com a conexão Wi-Fi do aparelho, enquanto outras reportaram dificuldades com as saídas HDMI do Wii U.

A questão aparece inclusive em fóruns mantidos pela própria Nintendo, em uma postagem iniciada por alguém que comprou a versão de luxo do aparelho e conectou tudo corretamente, mas não conseguiu jogar. O mesmo caso foi relatado por várias outras pessoas que responderam ao post original.

Bateria do GamePad também foi alvo de críticas. (Fonte da imagem: Divulgação/Nintendo)

Um dos grandes destaques do Wii U é, sem dúvida, o seu novo controle, o GamePad. Ele é um tablet que abre uma série de novas possibilidades para a jogatina, mas parece que a experiência real com o novo gadget tem sido prejudicada por um fator crucial: a duração da carga da bateria.

Não que a Nintendo tenha prometido uma bateria com duração além do normal ou algo do gênero, mas, ao que tudo indica, os jogadores se surpreenderam negativamente. Relatos também trazidos à tona no NeoGAF informam que a duração média de três a cinco horas  da bateria totalmente carregada foi um ponto frustrante.

Lentidão

Ao passar pelo teste de benchmark SunSpider Javascript, o navegador presente no sistema do Wii U apresentou um desempenho bem inferior se comparado com outros aparelhos de ponta, como indica a imagem abaixo (quanto menor o valor, marcado em milissegundos, melhor).

Benchmark coloca navegador do Wii U bem abaixo de outros aparelhos atuais. (Fonte da imagem: Reprodução/AnandTech)

Além disso, a lentidão com que alguns aplicativos são carregados também tem causado frustração em muitos jogadores. Como mostram o Kotaku e um vídeo publicado no YouTube, o sistema da Nintendo pode ser rápido em alguns aspectos, mas bastante vagaroso em determinados momentos — e tudo, aparentemente, sem explicação.

Nintendo ID em somente um aparelho

O Wii U suporta até 12 contas diferentes em um mesmo aparelho, o que, segundo o próprio site da Nintendo, garante que “cada membro da família tenha sua identidade única no sistema”. Mas isso não é tão simples assim caso você queira fazer login com a sua conta em mais de um console.

Atualmente, conforme garante a página de suporte do Wii U, uma conta só pode ser logada no console em que foi criada. A Nintendo garante que, no futuro, você poderá usar a mesma conta nas próximas gerações de consoles da Nintendo e também em outros dispositivos, como computadores.

Isso quer dizer que, caso você tenha algum problema que inutilize seu aparelho, como uma descarga elétrica, extravio em uma viagem ou derrubá-lo em um rio (quem nunca?), talvez não seja possível reaver as informações das contas criadas nele.

. . .

É claro que todos os olhos gamers do mundo estão voltados para o Wii U neste momento, o que acaba tornando alguns problemas muito maiores e significativos. O console deve chegar oficialmente ao Brasil ainda no primeiro semestre de 2013 e muita gente deve estar pensando em adquiri-lo.

Esses problemas tornam a aquisição mais arriscada ou você acha que são questões contornáveis e algumas até corrigíveis por meio de novas atualizações?

Cupons de desconto TecMundo: